Notícias de Última Hora :

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

sábado, 24 de outubro de 2020

Projeto Biogás chega às escolas de Cuiabá gerando conhecimento e economia

Foto: Jorge Pinho

Na próxima segunda-feira (05), em dois horários, às 10h e às 16h, alunos, pais e professores da Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) Madre Marta Cerutti, no bairro Bela Vista, receberão a visita dos técnicos responsáveis pelo projeto Biogás e Eco-Alfabetização, para duas palestras. O objetivo é informar a comunidade escolar sobre a eficácia do projeto, que além da sustentabilidade, vai trazer economia para a escola e para os cofres do município.

Com o tema Eco-Alfabetização na Escola Cuiabana, a palestra vai explicar, de maneira didática e simples, como funciona o sistema. “A palestra será orientativa, sobre como o projeto será realizado, o funcionamento do equipamento, e seus benefícios para escola, para os alunos, para que a comunidade escolar entenda o ganho que isso traz para todos, incluindo o meio ambiente já que serão utilizados restos dos alimentos e comidas, gerados na escola”, explicou Edilaine Cristina da Silva Almeida, Engenheira Agrônoma da Secretaria Municipal de Educação.

Cinco unidades da rede pública municipal de Educação, receberam os equipamentos durante o período de recesso escolar. Além da EMEB Madre Martha Cerutti, o equipamento foi instalado nas EMEBCs Nossa Senhora da Penha de França, Profª. Hilda Caetano de Oliveira Leite, Nova Esperança e Profª. Benedita Xavier Rodrigues.

Nas unidades escolares, o projeto será desenvolvido em duas fases, a funcional e a pedagógica, envolvendo professores e alunos. “Essa tecnologia é israelense. O processo não gera odor (só dentro do equipamento) e não oferece riscos à saúde das crianças. O sistema é inovador e pode ser colocado em ambientes públicos, em qualquer escala, inclusive industrial”, destacou a engenheira que está monitorando o projeto desde a instalação dos equipamentos.

No ambiente escolar o projeto ganhou o componente pedagógico com a Eco-Alfabetização na Escola Cuiabana, para mudar antigos hábitos, por práticas mais saudáveis.  “Essa tecnologia não produz só o biogás, ela produz também um fertilizante que poderá ser utilizado na escola, em canteiros e hortas, reduzindo o impacto ambiental”, explicou Edilaine Cristina acrescentando que, com essa tecnologia, tudo aquilo que é orgânico e que iria para o lixo, pode ser transformado em energia limpa.

SISTEMA

O sistema lembra uma composteira tradicional. Além de dejetos orgânicos, como cascas de frutas e legumes, também recebe carnes, laticínios, gorduras, óleos e outros resíduos para produzir biogás. As bactérias presentes no biodigestor decompõem os materiais orgânicos, liberando gás limpo que é utilizado para cozinhar. Fácil de montar, o sistema funciona sem eletricidade, pode ser colocado, por exemplo, no quintal de uma casa. Diariamente produz cerca de 6 kWh (kilowatt-horas) de energia, biogás suficiente para cozinhar por 3 horas.

O secretário de Educação de Cuiabá, Alex Vieira Passos, disse que essa é mais uma iniciativa inovadora da gestão Emanuel Pinheiro, dentro da proposta de uma cidade sustentável. “Cinco unidades educacionais receberam o equipamento. Vamos avaliar o desempenho e, a ideia, é estender o projeto para outras escolas da rede. Além de trazer economia, o sistema será um aliado no processo ensino aprendizagem. Mais uma vez, a Educação, na gestão Emanuel Pinheiro, está fazendo a diferença, avançando para oferecer um ensino de qualidade aos 53 mil alunos da rede”, destacou.

SERVIÇO

Lançamento do Projeto Biogás e Eco-Alfabetização

Data: segunda-feira (05)

Hora: 10h e 16h

Local: EMEB Madre Martha Cerutti, Rua Vereador Juliano Costa Marques, s/n, bairro Bela Vista

 

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Judô de Mato Grosso disputa Campeonato Brasileiro

Leia em seguida

Pastoral do Imigrante repassa doação de alimentos, produtos de limpeza e de higiene