Notícias de Última Hora :

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

terça-feira, 20 de outubro de 2020

A PONTE DA PERSEVERANÇA !

* Por Carlos Brito

O título deste texto traduz o meu sentimento em relação à conquista da nova ponte ligando o Coxipó ao Grande Cristo Rei, pois é a concretização de um sonho de duas décadas de luta na lide comunitária e nos cargos públicos que ocupei, sempre sustentado com dificuldade e até enfrentando a descrença de alguns quanto à sua possibilidade real.
Nesse tempo foram vários os percalços, o que me faz grato àqueles que, engajados na causa, perseveraram juntos.
Entendo que todas as pontes existem para ajudar a superar um obstáculo, ligar pontos e denota ousadia, daí o enunciado ‘Ponte da Perseverança’ porque, além do rio Cuiabá, foi preciso enfrentar outros desafios, como obter o convencimento político e governamental para a obra e a viabilização dos recursos para o seu custeio, ignorando o pessimismo e até a pouca vontade de uns.
Por esses motivos, agradeço ao governador Mauro Mendes e, com alegria, compartilho a retomada das obras de construção da ponte pelo governo do Estado, determinada ao secretário Marcelo Oliveira, da Secretaria de Estado de Infraestrutura – SINFRA. Essa decisão evidenciou o espírito público, a grandeza política e a responsabilidade da gestão do governante, assegurando o interesse da população.
O prazo de execução da obra é de três anos e a ponte terá 420 metros de extensão, ligando as regiões sul de Cuiabá e leste de Várzea Grande.
Com o custo inicial em 39.285.953,47, além de recursos do Fethab, geridos pelo atual governo, a obra integra o programa Pro Concreto e obteve financiamento de parte dos recursos contratualizado junto ao Banco do Brasil no governo anterior, assim como a licitação e o início da obra, depois paralisada, naquele período.
Um fato interessante, é que em uma das oportunidades da luta, em 2014 e durante reunião no Parque Cuiabá com o então candidato a governador Pedro Taques, fui eu que entreguei a ele o cd com as informações do projeto da nova ponte, até então apenas desejo e muita esperança.
Com novas alternativas logísticas, econômicas e sociais, as populações dos bairros do entorno serão beneficiadas com a valorização imobiliária; com o fortalecimento da indústria, do comércio e do setor de serviços; ou mesmo com novos projetos habitacionais e de melhorias na infraestrutura daqueles existentes.
Além do que já pontuei, a nova ponte, construída a partir dos bairros Parque Atalaia e Parque do Lago, vai otimizar e desafogar o trânsito de Cuiabá e de Várzea Grande, melhorando o acesso ao transporte, às unidades de educação e saúde, além de outros serviços públicos.
A título de exemplo, cito tornarem-se possíveis as ligações viárias desde a av. das Torres até a av. 31 de Março, junto ao aeroporto, bem como as ligações com a av. Fernando Correa e com a av. da FEB, ambas margeando o rio.
Assim, perseverar é acreditar que o difícil não é impossível!

* Carlos Brito é gestor público e está secretário adjunto da Casa Civil. Líder comunitário, foi vereador, deputado estadual, secretário de Estado e da Capital.

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Sistema Nacional de Emprego oferece mais de mil vagas nesta semana

Leia em seguida

Presidente do Crea-MT propõe correção e adequação na remuneração de engenheiros