Notícias de Última Hora :

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

sexta-feira, 23 de julho de 2021

Depois da greve, governo de MT convoca 200 novos professores

A greve dos profissionais da educação estadual, que durou 75 dias, já apresenta resultados favoráveis à categoria. O Diário Oficial desta quinta-feira (22), traz a convocação de 221 professores da Educação Básica classificados no cadastro de reserva do concurso público regido pelo edital 01/2017 que aguardavam suas nomeações; luta do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT) e de seus filiados que não mediaram esforços para atender o clamor da categoria e que contaram com o apoio irrestrito do deputado estadual Valdir Barranco (PT-MT).

“Temos que reconhecer e parabenizar a luta dos servidores e do sindicato da categoria que passaram dias e dias na Assembleia Legislativa, na sede do governo e nas ruas cobrando seus direitos. Homens e mulheres que tiveram seus salários cortados para favorecer toda a categoria e que conseguiram parte de seus objetivos”, elogiou o deputado.

Essa é a primeira etapa, de três que serão realizadas em 2019. As próximas chamadas anunciadas pelo governo serão técnicos (final de setembro), seguido de Apoio Administrativo Escolar (final de outubro). Os nomeados deverão procurar a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), responsável pela posse e efetivo exercício. Também podem obter informações sobre a posse, exames médicos e agendamento da perícia, necessários à nomeação, através do disque-servidor no 0800-647-3633.

Barranco lembrou que o governo também decidiu pagar integralmente os salários referentes aos dias cortados dos servidores que participaram da greve.

“O governador garantiu pagar integralmente o ponto destes profissionais no próximo dia 27. Esperamos que cumpra a promessa. Caso contrário, serie o primeiro a apoiar os servidores para que voltem à greve.”

O parlamentar disse, ainda, que a luta pelo cumprimento da Lei 510/2013 (que garante a Dobra dos Salários) e do pagamento da RGA continua.

“O Estado ainda não cumpriu a Lei da dobra e nem pagou a RGA, direito constitucional dos servidores. Contudo, existe a promessa do governador Mauro Mendes (DEM) de que assim que as contas do Estado estiverem saneadas, segundo ele com o aumento da arrecadação e o devido cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal, previsto para 2020, haverá os devidos pagamentos. Não vamos descansar até que o Estado cumpra a lei e garanta os direitos dos servidores”, concluiu o deputado.

Ler Anterior

Marketing de causa: quem ganha?

Leia em seguida

Prefeitura inicia debates para elaboração da LOA de 2020