Notícias de Última Hora :

Dia do fonoaudiólogo: entenda a importância desse profissional no ambiente hospitalar

Profissionalismo e dedicação marcam 20 anos de profissão da fonoaudióloga Samia Ribeiro

Chapa 2 Integração protocola pedido para que profissionais da contabilidade tenham férias fiscais em MT

Adrenalina, desafios e diversão te esperam no Halloween da Escape60, em Cuiabá

Encontro automobilístico “Esperienza” supermáquinas entra para o calendário de eventos em Mato Grosso

Experiência única de recreação e entretenimento: Conheça o Escape60′

Fotógrafo vem a MT para ensaios que levantam autoestima de mulheres

Aparelho auditivo com “modo máscara” é alternativa que possibilita a comunicação com a proteção facial

Professora da UFMT recebe moção de aplausos em homenagem ao Dia do Contador

Escape 60′ oferece desconto para confraternização corporativa de fim de ano

Jogo de fuga cercado de desafios, mistérios e adrenalina: conheça o Escape60′

Feira gratuita ajuda jovens a cursarem faculdades fora do país

Municípios precisam de representatividade na Assembleia Legislativa

Dia do Estudante tem programação especial em escola de Cuiabá

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

segunda-feira, 17 de janeiro de 2022

Jogadores do Botafogo protestam contra os atrasos salariais, mas descartam W.O.

Os jogadores Carli, João Paulo e Gabriel expressaram o descontentamento com os constantes atrasos no pagamento dos funcionários do Botafogo, nesta quinta-feira, e fizeram uma cobrança pública à diretoria fora da sala de imprensa do estádio Engenhão, no Rio de Janeiro.

“Boa tarde. Nós, jogadores, estamos aqui para representar o grupo e comunicar a vocês (imprensa) nossa insatisfação pelo difícil momento que estamos atravessando por questões de salários. Nós, jogadores, e os funcionários. Queremos ser bem simples e bem claros. É um assunto muito delicado, mas que todos fiquem sabendo desse momento difícil que estamos atravessando junto aos funcionários”, disse o zagueiro argentino Carli, antes de abrir para perguntas.

“Queria também agradecer o apoio dos torcedores, que publicamente estão ajudando com doação de cestas básicas. Nós, jogadores, também estamos nesse mesmo movimento, porque o Botafogo hoje precisa de todo mundo. Em nome do grupo, quero agradecer por isso”, afirmou o defensor.

Ao contrário do protesto de julho, quando os jogadores ficaram sem dar entrevistas, desta vez a intenção é não divulgar os patrocinadores, por isso os jogadores não utilizavam os uniformes com os parceiros do clube.

“O problema é a falta de perspectivas e também por ser uma coisa muito generalizada. Há também a situação dos funcionários. Somos seres humanos, não somos máquinas. Nós, representando o grupo, falamos que isso tem que acabar. Não pode acontecer mais”, completou Carli.

O meio-campista João Paulo garantiu que a crise financeira não vai afetar o desempenho dos jogadores em campo. “Acima de tudo está o clube, a instituição. A gente vai continuar defendendo como sempre fez, com todas as nossas forças, independentemente da situação e dificuldades. Fica essa nossa cobrança para que não continue sendo normal no Brasil essa situação de atrasos.”

João Paulo descartou a possibilidade de os jogadores do Botafogo repetirem a atitude dos atletas do Figueirense, que em protesto por atrasos não entraram em campo contra o Cuiabá, pela Série B. “Nós estaremos concentrados exclusivamente dentro de campo, nas nossas funções, no treinamento e no dia do jogo. De maneira nenhuma, a gente vai atrapalhar o futebol. Então estaremos 100% voltados às nossas atividades no campo.”

O comunicado foi feito em um local próximo à sala do gerente de futebol, Anderson Barros, que surgiu acompanhado de Luís Fernando Santos, vice-presidente executivo do Botafogo. O dirigente disse compreender o movimento dos atletas nesta “situação insustentável” e que espera uma atitude da direção.

(Com Agência Estado)

Ler Anterior

Próximo rival do Brasil, Peru perde do Equador nos EUA; Chile e Argentina empatam

Leia em seguida

Sistema de Bibliotecas Públicas de MT ganha prêmio nacional de R$ 128 mil