Notícias de Última Hora :

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

quarta-feira, 28 de outubro de 2020

Eduardo Cunha prepara delação entregando 14 do STJ, dois do STF e 150 deputados

A delação das delações. Assim está sendo tratada a delação do ex- presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha. A especulação foi publicada pelo site os divergentes.com.br e relata que a mais que provável delação de Cunha estaria ameaçando Deus e todo mundo. Segundo estes rumores, Cunha estaria finalizando um pacote com mais de 100 anexos, sustentados em farta documentação, com dados minuciosos de depósitos bancários em cinco paraísos fiscais e contas secretas em instituições da Bélgica e dos Emirados Árabes.

 

A delação de Cunha inauguraria uma nova fase da Operação Lava Jato. Segundo versões correntes em Brasília, a delação apontaria o dedo para 14 togados do STJ e dois ministros do STF, dois advogados famosos, quatro grandes bancos, 150 deputados e vários caciques do PSDB e do PT. Não poderia faltar um frigorífico.

Eduardo Cunha também estaria ameaçando outras altas figuras do parlamento.

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Docentes veem mais alunos sob efeito de drogas ilícitas do que de álcool em sala

Leia em seguida

Cassação de Selma: Dodge pede execução imediata do julgado, com realização de novas eleições em MT