Notícias de Última Hora :

Dia do fonoaudiólogo: entenda a importância desse profissional no ambiente hospitalar

Profissionalismo e dedicação marcam 20 anos de profissão da fonoaudióloga Samia Ribeiro

Chapa 2 Integração protocola pedido para que profissionais da contabilidade tenham férias fiscais em MT

Adrenalina, desafios e diversão te esperam no Halloween da Escape60, em Cuiabá

Encontro automobilístico “Esperienza” supermáquinas entra para o calendário de eventos em Mato Grosso

Experiência única de recreação e entretenimento: Conheça o Escape60′

Fotógrafo vem a MT para ensaios que levantam autoestima de mulheres

Aparelho auditivo com “modo máscara” é alternativa que possibilita a comunicação com a proteção facial

Professora da UFMT recebe moção de aplausos em homenagem ao Dia do Contador

Escape 60′ oferece desconto para confraternização corporativa de fim de ano

Jogo de fuga cercado de desafios, mistérios e adrenalina: conheça o Escape60′

Feira gratuita ajuda jovens a cursarem faculdades fora do país

Municípios precisam de representatividade na Assembleia Legislativa

Dia do Estudante tem programação especial em escola de Cuiabá

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

segunda-feira, 17 de janeiro de 2022

Anatel e PM-SP interrompem 25 emissoras clandestinas em São Paulo

Foi interrompido o funcionamento de 25 emissoras clandestinas instaladas, além da prisão em flagrante de três responsáveis pelas instalações

Na última sexta-feira, 13, agentes de fiscalização da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) em São Paulo deflagraram uma operação de combate a emissoras clandestinas na Serra da Mata Fria (SP), em conjunto com a equipe do Comando de Operações Especiais (COE) da Polícia Militar do Estado de São Paulo.

A operação teve início ainda pela madrugada, quando equipes do COE (grupo de elite formado por policiais especializados) desceram de rapel, com apoio de helicópteros do grupamento Águia, da Polícia Militar, em pontos previamente identificados por sobrevoo.

A etapa preparatória, ocorrida no domingo,  8, teve a participação de agentes de fiscalização da Anatel e de policiais da inteligência da PM paulista, resultando na identificação de diversas antenas de FM clandestinas na reserva ambiental da Serra da Mata Fria, localizada entre os municípios de São Paulo e Mairiporã.

Os policiais, após descida em rapel e localização dos equipamentos, esperaram até o início do amanhecer, quando um outro grupo, coordenado pela Gerência Regional da Anatel em São Paulo, deu início à diligência por terra. A ação fez com que os suspeitos se movimentassem para desligar e esconder os transmissores em meio à densa vegetação, sendo, então, surpreendidos e presos.

Foi interrompido o funcionamento de 25 emissoras clandestinas instaladas, além da prisão em flagrante de três responsáveis pelas instalações, que foram conduzidos para a Superintendência da Polícia Federal. Alguns transmissores, instalados em meio à mata fechada e a centenas de metros do ponto de acesso mais próximo, tiveram que ser destruídos no local.

Também foram desmantelados 20 pontos onde a energia elétrica que alimentava os equipamentos de transmissão era furtada, com apreensão de cerca de uma tonelada de cabos de energia, em conjunto com a distribuidora local.

Interferências e ações estratégicas

A Anatel recebeu denúncias e reclamações de interferência provenientes do controle de tráfego aéreo em São Paulo, principalmente do Aeroporto Internacional de Guarulhos, que fica a apenas 10km do local.

A região da Mata Fria, por concentrar número relevante de emissoras e possuir características de acesso bastante difíceis, além da periculosidade dos responsáveis pelo local, levou à necessidade de uma operação como a deflagrada, tendo sido necessárias ações de inteligência prévia, além de ações estratégicas de ação e combate para interrupção das transmissões clandestinas.

Segundo o gerente da Agência em São Paulo, Marcelo Augusto Scacabarozi, o trabalho deve prosseguir, já que a região detém alto índice de estações clandestinas de rádio. “A Anatel, em parceria com o Governo do Estado e demais instituições públicas, estuda outras ações de inteligência que possam combater esse tipo de ocorrência”, ressalta gerente. (Com assessoria de imprensa)

Ler Anterior

Projeto “Cidadão da Paz” traz segurança para população de MT

Leia em seguida

Exigência de simulador para obter CNH deixa de valer a partir de hoje