Notícias de Última Hora :

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

quarta-feira, 21 de outubro de 2020

Bombeiros: pai e filho foram arremessados na queda do avião

Aeronave caiu em lavoura, em Guarantã do Norte; causas do acidente ainda serão investigadas

O Corpo de Bombeiros de Guarantã do Norte (a 715 km de Cuiabá), que atuou no combate ao fogo da aeronave em que estavam os empresários Jair Demski e João Demski, pai e filho, contou que os dois foram arremessados durante a queda.

O acidente aconteceu no início da noite desta segunda-feira (16), em uma lavoura de milho em Guarantã do Norte, próximo ao aeródromo da cidade. Pai e filho estavam em um monomotor Van’s Aircraft, modelo RV 10, pilotado por Jair Demski.

O comandante que atuou na linha de frente dos Bombeiros, Lenielson da Cruz, contou à reportagem que chegou ao local com outros três militares em uma viatura, por volta das 19h, e logo as chamas foram controladas. Foi feito o rescaldo e o local foi isolado

Foi usado um caminhão bomba-tanque para controlar o fogo.

 

Foram os bombeiros que também realizaram as buscas pelo piloto e o filho. Eles foram encontrados a cerca de 10 metros de onde o monomotor tinha caído.

“Eles foram arremessados e já estavam sem vida. Os corpos deles não foram carbonizados por conta do fogo, então a suspeita é que eles tenham morrido por conta da queda mesmo. Havia apenas pequenas partes dos corpos deles que estavam queimadas”, explicou.

Após o acidente, vários moradores gravaram vídeos. Em um deles é possível ver quando a aeronave está caindo.

“Ta caindo… Caiu! Caiu!”, desespera-se o autor de uma das filmagens. Em outro vídeo, um morador relata o acidente e também aparenta estar bastante nervoso.

“Gente… Pelo amor de Deus… O avião acabou de cair na frente de casa”, disse.

Uma equipe da Perícia Oficial de Identificação Técnica (Politec) realizou o isolamento e trabalha para identificar as causas do acidente.

Empresas em MT

Jair Demski era dono da empresa Jade Engenharia Indústria e Estruturas Metálicas em Guarantã do Norte e tinha filiais no Pará: em Itaituba, Novo Progresso e Santarém.

 

João Demski era engenheiro civil formado no Rio Grande do Sul e residia em Santarém, no Pará, e atuava com o pai na empresa de estruturas metálicas.

A aeronave foi fabricada em 2016 e estava registrada como propriedade da empresa e tinha situação regular, segundo consta no sistema da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Ainda não se sabe ao certo de onde o monomotor com os dois empresários havia decolado, mas eles pretendiam aterrissar em Guarantã antes do acidente.

Fab investiga

A  Força Aérea Brasileira (Fab) emitiu uma nota comunicando que investigadores do Sexto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA VI), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), estão levantando dados a respeito do acidente.

“A Ação Inicial é o começo do processo de investigação e possui o objetivo de coletar dados: fotografar cenas, retirar partes da aeronave para análise, reunir documentos e ouvir relatos de pessoas que possam ter observado a sequência de eventos”, diz trecho da nota.

 

De acordo com o órgão, a investigação realizada pelo Cenipa tem o objetivo de prevenir que novos acidentes com as mesmas características ocorram.

“A conclusão de qualquer investigação conduzida pelo CENIPA terá o menor prazo possível, dependendo sempre da complexidade do acidente”.

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Exigência de simulador para obter CNH deixa de valer a partir de hoje

Leia em seguida

Justiça manda soltar engenheiros e produtor presos em operação contra desmatamento ilegal