Notícias de Última Hora :

Atleta olímpico participa de jogo de fuga em Cuiabá

Dia do fonoaudiólogo: entenda a importância desse profissional no ambiente hospitalar

Profissionalismo e dedicação marcam 20 anos de profissão da fonoaudióloga Samia Ribeiro

Chapa 2 Integração protocola pedido para que profissionais da contabilidade tenham férias fiscais em MT

Adrenalina, desafios e diversão te esperam no Halloween da Escape60, em Cuiabá

Encontro automobilístico “Esperienza” supermáquinas entra para o calendário de eventos em Mato Grosso

Experiência única de recreação e entretenimento: Conheça o Escape60′

Fotógrafo vem a MT para ensaios que levantam autoestima de mulheres

Aparelho auditivo com “modo máscara” é alternativa que possibilita a comunicação com a proteção facial

Professora da UFMT recebe moção de aplausos em homenagem ao Dia do Contador

Escape 60′ oferece desconto para confraternização corporativa de fim de ano

Jogo de fuga cercado de desafios, mistérios e adrenalina: conheça o Escape60′

Feira gratuita ajuda jovens a cursarem faculdades fora do país

Municípios precisam de representatividade na Assembleia Legislativa

Dia do Estudante tem programação especial em escola de Cuiabá

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

terça-feira, 25 de janeiro de 2022

Selma chora, critica “clãs” da política e cobra CPI da Lava Toga

Senadora deixou PSL após ser pressionada para retirar nome da Comissão Parlamentar de Inquérito

A senadora Selma Arruda oficializou, na tarde desta quarta-feira (18), sua filiação ao Podemos. Durante cerimônia realizada em Brasília, ela chorou e afirmou que os poderes do Brasil precisam ser passados a limpo, inclusive o Judiciário.

Selma resolveu deixar o PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, após ser pressionada para retirar seu nome da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Lava Toga, que pretende investigar a atuação dos tribunais superiores, sobretudo de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Durante seu discurso, Selma disse que a liderança do Podemos “não fez imposições e exigências” para que ela se filiasse.

“Chega da velha política, das oligarquias, chega de clãs mandando neste País. A gente não pode e não precisa mais deixar que isso aconteça. A submissão não pode ser mais uma regra. Quando se fala em democracia, é quando se fala em parlamento livre”, disse.

“Eu me emociono não é porque sou mole. É porque sou corajosa. Essa lágrima é de indignação. Ela não tem outro sentimento”, afirmou.

Participaram da cerimônia a presidente nacional do partido, deputada federal Renata Abreu, o senador Álvaro Dias, o presidente da sigla em Mato Grosso, deputado federal José Medeiros, e o vice-prefeito de Cuiabá, Niuan Ribeiro.

Também esteve presente o líder do PSL no Senado, Major Olímpio. Selma disse que irá insistir muito para que ele também se filie ao Podemos.

Ainda durante seu discurso, Selma afirmou que vai continuar lutando contra a corrupção, que o Brasil precisa ser passado a limpo e que nenhum Poder é “intangível”.

“Eu quero dizer ao Brasil, ao meu Estado de Mato Grosso, que eu vou continuar a mesma Selma destemida, lutando contra a corrupção, lutando pela operação Lava Jato e por tantas lavas jatos que nós precisamos ainda nesse Brasil. Não existe só Curitiba, só Rio de Janeiro, só São Paulo, tem muito lugares por aí que ainda precisa levantar o tapete para descobrir a sujeira que tem embaixo”, afirmou.

“E nós vamos trabalhar por isso porque o Brasil tem que ser passado a limpo em todas as esferas, não é só Executo, não é só Legislativo, é o Judiciário também. Não existe nenhuma pessoa e nenhum Poder que seja intangível”, pontuou.

Ler Anterior

Mendes diz não temer decisões “fora do script” do vice Pivetta

Leia em seguida

1ª dama participa de projeto voltado à diminuição da Síndrome da Morte Súbita Infantil