Notícias de Última Hora :

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

domingo, 25 de outubro de 2020

Governo altera peça e MT passa a ter superávit de R$ 120 milhões

Novo orçamento também prevê alteração da despesa; medida deve ser analisada na próxima semana

O líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Dilmar Dal’Bosco (DEM) afirmou que o Executivo enviou uma revisão da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2020. A medida, que antes previa um déficit de R$ 708 milhões, agora será superavitário em R$ 120 milhões.

A receita passará de R$ 19,155 bilhões para R$ 20,328 bilhões. Já a despesa também sofreu alterações. Saiu de R$ 19,863 bilhões para R$ 20,207 bilhões.

Segundo Dilmar, as alterações se deram por conta da aprovação do projeto de lei que prevê a reinstituição dos incentivos fiscais e que tinha embutido uma minirreforma tributária para Mato Grosso. A lei foi sancionada pelo governador Mauro Mendes (DEM) no final de julho.

“Essa mudança também compõe o que teria que pagar o Bank of America. Como não vamos mais pagar, o custo é menor. E também houve um incremento do próprio PLC que aprovamos para mudança de regime tributário. Esses incrementos aumentaram a receita”, disse ele ao MidiaNews.

“Então, ao invés de termos R$ 700 milhões em déficit orçamentário, teremos R$ 120 milhões em superávit. Somente da minirreforma, calcula-se algo na faixa de R$ 450 milhões de acréscimo”, explicou.

No anexo, o Governo diz que tal resultado ainda se mostra insuficiente para o Estado honrar todas as suas obrigações financeiras.

Segundo o Executivo, há uma diferente de pouco mais de R$ 200 milhões para o necessário e o que está estimado, sem considerar todo o estoque de restos a pagar acumulado em anos anteriores.

A medida deve voltar a ser analisada na próxima semana. Isso porque, após o Governo apresentar as alterações, um grupo de deputados da oposição pediu vista. São eles: Lúdio Cabral (PT), Ulysses Moraes (DC), Wilson Santos (PSDB), e Ederson Dal Molin, o Xuxu (PSC).

A peça é elaborada anualmente e tem como objetivo apontar as prioridades do Governo para o próximo ano. Ela orienta a elaboração da Lei Orçamentária Anual (LOA), que é o orçamento propriamente dito.

A LOA de 2020 deve ser apresentada até o final de setembro

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Bandido é morto em troca de tiros com a PM em VG

Leia em seguida

Consumidores de MT devem ficar atentos às faturas de energia que chegam por e-mail