Notícias de Última Hora :

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

quinta-feira, 29 de outubro de 2020

Corpo de ex-locutor é encontrado carbonizado no interior de MT

Geraldo Borges da Silva estava desaparecido há alguns dias; ele trabalhou em rádios de Confresa

O corpo do ex-locutor de rádio Geraldo Borges da Silva, de 52 anos, foi encontrado carbonizado dentro do vestiário de um campo de futebol em Ribeirão Cascalheira (a 882 km de Cuiabá). O corpo foi encontrado nesta segunda-feira (23).

A vítima era ex-locutor em Confresa (a 737 km de Cuiabá), lugar em que morava antes de se mudar para Ribeirão Cascalheira.

José estava desaparecido há alguns dias. A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) foi acionada para investigar a cena e as equipes desconfiam que a vítima foi queimada no dia anterior.

O corpo estava irreconhecível devido ao tempo em que ficou exposto às chamas, dificultando até mesmo a identificação.

Os policiais civis desconfiam que José foi vítima de um latrocínio, já que seu celular não foi encontrado no local.

O cadáver foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), onde passou por exame de necropsia.

O caso segue sendo investigado pela Polícia Civil.

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Polícia encontra 47 pinos de cocaína e fecha ponto de tráfico

Leia em seguida

Governo de MT arrecada R$ 500 milhões a menos que o previsto