Notícias de Última Hora :

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

quinta-feira, 29 de outubro de 2020

Casal encontrado em carro morreu asfixiado por gás carbônico

Peritos encontraram falhas de vedação no veículo; casal foi achado morto no dia 30 de agosto deste ano

A morte do casal Joares Moreira Alves Filho e Elisangela Bargos Gonçalves, encontrado dentro de um carro no dia 30 de agosto, no Bairro Dom Osório, em Rondonópolis (a 218 km de Cuiabá), foi causada por inalação acidental de monóxido de carbono.

Segundo laudo pericial elaborado pela Gerência Regional de Criminalística do município, o gás proveniente do sistema de escapamento de gases do veículo se expandiu pelo carro devido a falhas de vedação no assoalho do veículo e na tampa do porta-malas, atingindo altas concentrações.

Foram realizados testes no veículo que apontaram tais falhas e que sugerem que o caso trata-se de inalação acidental do gás. A falha pode ter sido causada por ausência de manutenção ou manutenção inadequada, tanto no sistema de escape quanto em pontos de vedação contra gases e partículas sólidas.

Na ocasião do fato, foi informado aos peritos que um casal foi encontrado sem vida no interior de um veículo. O irmão de uma das vítimas teria passado pelo local, avistado o veículo estacionado e, ao verificar o que ocorria em seu interior, encontrou as vítimas sobre os bancos dianteiros, removendo-as no intuito de prestar socorro.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi até o local e constatou o óbito do casal.

O laudo de necropsia, elaborado pela Gerência de Medicina Legal, indica compatibilidade dos óbitos com asfixia por monóxido de carbono. Os laudos periciais serão anexados ao inquérito conduzido delegado Daniel Rozão Vendramel.

Testes

Em três testes realizados no veículo, em período aproximado de 10 minutos, a concentração detectada pelo aparelho medidor de gases atingiu 1000 ppm, a concentração máxima que pode ser detectada pelo instrumento. A média de aumento de concentração foi de 100 ppm/ minuto. Removido o aparelho do interior do veículo, a concentração atingiu rapidamente 11 ppm, até retornar a 0 ppm.

Na análise do veículo, foi constatada que a tampa do porta-malas não estava fechando e havia grande espaço, permitindo a passagem de gases na lanterna traseira esquerda, além de diversos pontos de corrosão no assoalho do veículo.

 

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Fraude? Capitão da Nicarágua diz não ter votado em Messi

Leia em seguida

Mulher mata própria irmã com 189 facadas e arranca olhos e orelhas