Notícias de Última Hora :

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

sábado, 23 de janeiro de 2021

Mendes assina termo para receber gás e quer novos acordos

País vizinho vai enviar 1,5 milhão de metros cúbicos do produto ao mês para Mato Grosso

O governador Mauro Mendes (DEM) assinou, na manhã desta quinta-feira (26), um contrato com a Bolívia para fornecimento a Mato Grosso de 1,5 milhão de metros cúbicos de gás natural ao mês.

O acordo foi assinado após quase um ano de negociação. O contrato, firmado com a estatal YPFB (Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos), vai permitir que a Usina Termelétrica Governador Mário Covas, em Cuiabá, retome suas atividades. Mato Grosso está sem o fornecimento de gás desde junho de 2018.

“O gás natural é uma matriz energética importante. Teremos que desenvolver um mercado potencialmente grande no Brasil e no nosso Estado. A partir desse contrato firme, teremos o restabelecimento do fornecimento do gás de maneira confiável e a preços competitivos”, afirmou o governador.

“Esse contrato é apenas mais um passo desse intercâmbio comercial, que espero que possamos aprofundar nos próximos meses, próximos anos. A Bolívia encontrou um caminho seguro de crescimento, que tem trazido um desenvolvimento importante ao País. E esse entrelaçamento comercial trará frutos e benefícios a todos nós”, acrescentou.

Anteriormente, o governador já havia dito que o acordo irá trazer valor à Companhia Mato-grossense de Gás (MT Gás), que até o início do ano corria risco de ser extinta.

Durante discurso, Mendes disse ao presidente boliviano Evo Morales que espera que o contrato do gás seja apenas o início de uma série de acordos comerciais com o país vizinho.

Além do gás natural, a visita de Mendes ao país serviu para assinatura de um memorando de entendimento para viabilizar estudos de fornecimento de energia elétrica e cloreto de potássio pela Bolívia. Os estudos devem ser concluídos em nove meses. O cloreto de potássio é utilizado na agricultura.

“Estamos estudando outras parcerias comerciais. Ontem visitamos a planta de cloreto de potássio, um importante investimento feito neste país e que cria novas oportunidades, já que Mato Grosso é um grande consumidor de fertilizantes”, disse.

“E temos outras oportunidades e parcerias que podemos desenvolver ao longo dos próximos meses. Portanto, agradeço este empenho demonstrado por sua equipe. E tenho certeza que faremos e continuaremos a fazer outros bons negócios ao seu País e ao nosso Estado”, completou.

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Acusado de abusar sexualmente de 4 sobrinhas é preso em MT

Leia em seguida

Misael: decisão não tem “clareza suficiente” para ser atendida já