Notícias de Última Hora :

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

sábado, 23 de janeiro de 2021

Dois vereadores da base são definidos para compor CPI do Paletó

Por 10 votos a 2, Toninho de Souza e Sargento Joelson foram escolhidos como relator e membro

Os vereadores Toninho de Souza (PSD) e Sargento Joelson (PSC), que são da base de apoio do Executivo, foram definidos como relator e membro, respectivamente, da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Paletó, na Câmara de Cuiabá.

A comissão, que foi judicializada e estava paralisada desde março, investiga suposta quebra de decoro do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), em razão de um vídeo em que ele aparece recebendo maços de dinheiro no Palácio Paiaguás.

A definição saiu na tarde desta quinta-feira (3) e foi anunciada pelo presidente do Legislativo Municipal, Misael Galvão (PSB), durante reunião de Colégio de Líderes.

“Eu e o sargento Joelson estaremos à disposição e nos posicionando para trabalhar a partir do momento em que houver a liberação dos trabalhos. Não vamos aceitar ilações, mas vamos realizar o nosso trabalho. No momento de julgar, é o plenário que vai julgar. Nós vamos levantar as informações com muita responsabilidade”, disse Toninho de Souza.

A presidência da CPI continua com o vereador Marcelo Bussiki (PSB), propositor da comissão e opositor ao prefeito.

Camila Ribeiro/ MidiaNews

Colegio de Líderes - Camara de Cuiaba

Nomes foram decididos nesta tarde durante reunião aberta no Colégio de Líderes

A retomada dos trabalhos investigativos atende a uma determinação do juiz Wladys Roberto Freire do Amaral, da 4ª Vara Especializada da Fazenda Pública de Cuiabá.

Misael chegou a recorrer desta decisão, mas teve o pedido negado pelo juiz João Thiago de França Guerra, também da 4ª Vara da Fazenda Pública.

Apesar do anúncio dos novos nomes, os trabalhos de apuração da comissão não devem começar imediatamente. Isso porque, ao anunciar os dois parlamentares, Misael afirmou que deve recorrer da decisão no Tribunal de Justiça.

“O nosso trabalho depende ainda do recurso a ser apresentado pela Câmara Municipal. O presidente, ao anunciar os novos membros, anunciou automaticamente um novo recurso no Tribunal de Justiça, mas o trabalhos só vão começar efetivamente quando houver o desembaraço judicial”, disse Toninho.

Votação

Apenas os líderes partidários puderam votar para a composição da CPI. Manifestaram interesse na relatoria os vereadores Diego Guimarães (Progressistas) e Toninho de Souza e para ocupar a cadeira de membro os parlamentares Sargento Joelson e Felipe Wellaton (PV).

Os vereadores Vinicius Hugney (Progresistas), Sargento Joelson, Mário Nadaf (PV), Marcrean Santos (PRTB),  Adilson da Levante (PSB), Renivaldo Nascimento (PSDB), Clebinho (DC), Chico 200 (PR), Juca do Guaraná (Avante) e Toninho de Souza votaram pela composição vencedora.

Dilemário Alencar (Pros) e o representante do bloco independente Wilson Quero-Quero (PSL) votaram para que Diego Guimarães e Felipe Wellaton ocupassem os cargos de relator e membro da CPI.

CPI do Paletó

A comissão foi aberta para apurar suposta quebra de decoro do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), relativo ao vídeo em que ele aparece recebendo maços de dinheiro no Palácio Paiaguás.

Conforme o ex-governador Silval Barbosa, os valores entregues ao então deputado – e vários outros – seriam uma espécie de “mensalinho” em troca de apoio ao Executivo.

Os trabalhos da comissão estão paralisados desde março por decisão do juiz Paulo Márcio Soares de Carvalho, também da 4ª Vara da Fazenda Pública de Cuiabá.

A decisão atendeu um recurso do vereador Diego Guimarães, que alegou que houve manobra do ex-presidente da Câmara Justino Malheiros (PV) para incluir membros da base de apoio do prefeito na composição da CPI.

Adevair Cabral (PSDB) e Mario Nadaf (PV), ambos da base do Palácio Alencastro, foram nomeados relator e membro da comissão, respectivamente.

Segundo Guimarães, eles sequer poderiam fazer parte da CPI porque assinaram o pedido de sua criação intempestivamente.

 

 

 

 

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Polícia prende suspeito de participar de tentativa de latrocínio

Leia em seguida

Os bastidores da prisão do “homem da Lava Jato” na Receita