Notícias de Última Hora :

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

segunda-feira, 19 de outubro de 2020

Caso Daniel: Justiça revoga prisão de três réus e apenas Edison Brittes continua preso

Com isso, apenas Edison Brittes continuará preso.

A Justiça revogou as prisões de David William Vollero, Eduardo Henrique Ribeiro da Silva e Ygor King, além de mandar suspender o monitoramento eletrônico de Cristiana Brittes.

Todos eles são réus no processo que investiga a morte do jogador Daniel Correa. Com isso, apenas Edison Brittes continuará preso. As informações são do G1.

A decisão foi tomada nesta quarta-feira (9) e acompanha o pedido feito pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) nas alegações finais na última terça-feira (8).

Os sete réus, porém, devem ser levados a júri popular.

Após o cumprimento da soltura de David William, Ygor e Eduardo, apenas Edison Brittes, que confessou ter matado o ex-jogador, continuará preso.

Atualmente, ele está na Casa de Custódia de São José dos Pinhais.

O réu alega que Daniel tentou estuprar Cristiana, sua esposa, enquanto ela dormia.

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Bandidos invadem posto e deixam bomba no local; Bope é acionado

Leia em seguida

Chefe do MPE e investigados em grampos ganham R$ 500 cada