Notícias de Última Hora :

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Fávero: “Quem não quiser ser deputado que dê vaga a suplente”

Parlamentar do PSL pediu que Mesa Diretora coloque em prática o corte de ponto dos deputados faltosos

O deputado estadual Silvio Fávero (PSL) propôs que a Mesa Diretora corte o ponto dos colegas que não comparecerem às sessões de votações de projetos. Na última quarta-feira (09) e nesta quinta-feira (10), as votações não ocorreram por falta de número suficiente de parlamentares. O quórum mínimo é de 13 deputados.

Exaltado por conta de um projeto de sua autoria que não pôde se votado, Fávero pediu que volte a tramitar na Casa um projeto de resolução proposto pelo suplente de deputado Oscar Bezerra (PV), que prevê o corte de ponto aos colegas que não comparecem às sessões ordinárias.Pela proposta, cada falta à sessão plenária provocará o desconto de R$ 833 do salário, o que corresponde a 1/30 dos vencimentos do deputado, que hoje recebe R$ 25,5 mil mensais.

“Não é justo virmos do nortão do Estado, onde temos família, e o pessoal não comparecer. A primeira obrigação do deputado é comparecer para votar projeto. Não temos mais o que falar. Quem não quer ser deputado que dê a vaga para o suplente”, disse ele.

O deputado do PSL também criticou os colegas que registram presença e deixam o plenário antes do início das sessões. Cada encontro passa por três etapas: o pequeno expediente, com apresentação de propostas e indicações; a ordem do dia, com votação dos projetos; e as explicações pessoais, em que os parlamentares podem discursar.

“O que está acontecendo? Precisamos mexer nesse regimento interno da casa e colocar em prática o desconto dos faltosos. E o deputado que aparecer aqui, registrar presença, mas picar a sola vai ser descontado igual. Não é justo que meia dúzia ficar e o resto ir embora”, afirmou Fávero.

O último que teve o ponto cortado foi o deputado Ederson Dal Molin, o Xuxu (PSC), que não compareceu a um dos mutirões de votação convocado pelo presidente da Assembleia, deputado Eduardo Botelho (DEM).

Extraordinária

Após as críticas de Fávero, Botelho pediu a presença dos deputados que estavam em seus gabinetes. Ele conseguiu realizar, em seguida, uma extraordinária para votar os projetos que estavam represados.

 

 

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Chefe do MPE e investigados em grampos ganham R$ 500 cada

Leia em seguida

Projeto sob relatoria da senadora Selma é aprovado na CCJ