Notícias de Última Hora :

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

terça-feira, 24 de novembro de 2020

Riva revela codinomes em planilha apreendida pela Polícia Federal

Detalhamento está contido na proposta de delação premiada encaminhada ao MPE

O ex-presidente da Assembleia Legislativa José Riva revelou a quem eram atribuídos os codinomes descritos em uma planilha apreendida em sua residência, pela Polícia Federal, numa das fases da Operação Ararath, deflagrada em maio de 2014.

No documento aparecem nove codinomes, sendo oito pessoas e uma empresa. O detalhamento está contido na proposta de delação premiada que teria sido encaminhada por Riva ao Ministério Público Estadual (MPE).

“Por último, a respeito do Auto de apreensão Riva SW4, da Operação Ararath, o colaborador apresenta abaixo planilha com esclarecimentos sobre os codinomes constantes na planilha”, diz trecho do documento, que vazou à imprensa nesta semana.

No item em que revela os codinomes, o ex-deputado não traz detalhes sobre supostos benefícios concedidos a tais pessoas. Na proposta de delação, contudo, há a informação de que a planilha apreendida na Ararath tinha a seguinte descrição: “manutenção de gabinete”.

Conforme Riva citou no documento, cerca de 30% a 40% dos valores arrecadados pelos funcionários da presidência da Assembleia – cuja gestão ficava a cargo dos chefes de gabinete – eram destinados irregularmente para casas de apoio, saúde, funerais, formaturas, complementação salarial para servidores, propina para vereadores com fins eleitorais, entre outros.

“[Isso] conforme se depreende de documento apreendido na residência do Colaborador durante Busca e Apreensão da Operação Ararath. Tal documento refere-se à programação financeira da ALMT referente ao período final do ano de 2012, elaborada pelo Sr. Luiz Pommot”.

O documento cita ainda que tal planilha era comumente feita para que fossem programadas as despesas lícitas e ilícitas dos contratos da Assembleia.

Nessas planilhas constam nomes e valores a serem pagos.

Riva listou as seguintes pessoas:

Wats – Walter Rabelo Machado (ex-deputado estadual falecido em dezembro de 2014)

Dilair – esposa de Mauro Savi

Perc – Percival Muniz (ex-prefeito de Rondonópolis)

Mau – Mauro Savi (ex-deputado estadual)

João – João Cuiabano Malheiros (ex-deputado estadual)

Maks – Maksuês Leite (ex-deputado estadual)

Dt – Adauto de Freitas, Daltinho (ex-deputado estadual)

Justu – Justino Malheiros (filho de João Malheiros)

Madec – empresa ligada à família de Luciana Bezerra (ex-deputada estadual)

Proposta

A tentativa de delação do ex-presidente José Riva teria sido encaminhada à procuradora de Justiça Ana Cristina Bardusco, chefe do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), no dia 27 de março deste ano.

Riva diz que há documentos, como comprovantes bancários e notas promissórias, que podem provar repasses ilícitos feitos a dezenas de políticos do Estado.

 

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Bolsonaro diz que inquérito sobre laranjas do PSL foi feito de ‘má-fé’

Leia em seguida

Obras de recuperação alteram tráfego na Rodovia dos Imigrantes