Notícias de Última Hora :

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

quinta-feira, 22 de outubro de 2020

UFMT suspende bolsas de monitoria e tutoria devido à falta de recursos

Universidade não está conseguindo arcar com suas despesas e corre risco de fechar as portas

Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) suspendeu todas as bolsas de monitoria e tutoria, devido à falta de recursos que a instituição está enfrentando desde o corte nos orçamentos públicos determinado pelo Ministério da Educação (MEC).

Segundo a ordenadora de despesas, Cendyi Aparecida, a universidade está sendo obrigada a cortar despesas, para que possa continuar em funcionamento.

Sendo assim, seguindo a Lei de Responsabilidade Fiscal, que não permite a assunção de dívidas para a Administração Pública, e preza pelos limites financeiros, as bolsas foram suspensas.

Dívidas

Além disso, nesta sexta-feira (11), a Justiça Estadual determinou o bloqueio de uma conta utilizada pela UFMT, que possui o montante de R$ 726 mil, para que a universidade realize os pagamentos atrasados da empresa de vigilância MJB Vigilância e Segurança LTDA.

De acordo com o processo instaurado pela empresa, a instituição não faz os repasses desde janeiro deste ano, no entanto, a UFMT garante estar efetuando os pagamentos.

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Há um mês em exposição, leilão de imóveis de Silval não recebeu nenhum lance

Leia em seguida

Aniversariante atira três vezes na cabeça de colega em fazenda