Notícias de Última Hora :

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Trump anuncia morte do líder do Estado Islâmico em operação

Presidente dos EUA fez um pronunciamento neste domingo (27) da Casa Branca

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, confirmou a morte do líder do Estado Islâmico (EI), Abu Bakr al-Baghdadi, em um pronunciamento neste domingo (27) da Casa Branca.

Segundo Trump, al-Baghdadi estava sendo monitorado há semanas e, durante a operação, feita na madrugada deste domingo, ele foi perseguido em um túnel e se matou com um colete de explosivos.

Baghdadi, um antigo procurado dos EUA, foi alvo de um ataque que envolveu oito helicópteros, aviões de guerra na província de Idlib, na fronteira com a Turquia, segundo a agência Reuters.

As Forças Democráticas da Síria (SDF), reunião de milícias liderada pelos curdos no norte da Síria, também afirmou neste domingo que fez uma operação bem-sucedida em conjunto com os EUA –mas não deu detalhes sobre ela.

Os combatentes curdos, armados pelos EUA, foram cruciais na atuação e ajudaram derrotar o Estado Islâmico na região, detendo cerca de 60 mil terroristas.

No auge de seu poder, o Estado Islâmico dominou milhões de pessoas em um território que ia do norte da Síria, passando por cidades e vilarejos ao longo dos vales dos rios Tigre e Eufrates, até os arredores de Bagdá, no vizinho Iraque.

Mas a queda em 2017 de Mosul e Raqqa, suas fortalezas no Iraque e na Síria, respectivamente, tirou do líder do EI, Abu Bakr al-Baghdadi, os privilégios de um califa e o transformou em um fugitivo, deslocando-se ao longo da fronteira do deserto entre o Iraque e a Síria. Havia, segundo a agência Reuters, uma recompensa de US $ 25 milhões por sua captura.

Baghdadi lidera o EI desde 2010, quando ainda era uma ramificação da Al Qaeda no Iraque.

O grupo, que mudou seu nome para Estado Islâmico, ocupou o lugar da Al Qaeda. Seus sucessos militares iniciais e a propaganda eficaz levaram milhares de pessoas a se alistarem em suas filas. O EI reivindicou diversos atentados violentos no mundo todo.

Nos últimos anos, o Estado Islâmico perdeu a maior parte de seu território, mais ainda é visto como uma ameaça.

Bagdhadi, cujo verdadeiro nome é Ibrahim Awad al Badri, teria nascido em 1971 em uma família pobre da região de Bagdá

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Pai, filho e genro são assassinados em garimpo de Aripuanã

Leia em seguida

Em duelo morno, Cuiabá e Brasil de Pelotas empatam