Notícias de Última Hora :

Jogo de fuga cercado de desafios, mistérios e adrenalina: conheça o Escape60′

Feira gratuita ajuda jovens a cursarem faculdades fora do país

Municípios precisam de representatividade na Assembleia Legislativa

Dia do Estudante tem programação especial em escola de Cuiabá

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

quinta-feira, 16 de setembro de 2021

Mendes: “Não vamos mudar o País se o Congresso se acovardar”

Governador diz que problemas continuarão se a forma de abordá-los não for diferente

O governador Mauro Mendes (DEM) criticou a atuação do Congresso Nacional em relação a “temas graves”. Para o democrata, os parlamentares se “acovardam” diante de pautas relevantes em nome do “politicamente correto”.

Mendes não citou quais temas, mas recentemente – em um encontro entre o governadores em Brasilía – disse que o Congresso Nacional deveria debater pautas relativas à segurança pública, como a pena de morte para traficantes, por exemplo.

“Não vamos mudar esse País se o nosso Congresso Nacional se acovardar diante dos mais graves temas que lhes são apresentados. Muitas vezes nossos políticos pensam só nas próximas eleições, o que é politicamente correto, pensando no seu voto, e não agem como lideranças. Não agem como pessoas que querem o bem no presente e no futuro”, disse.

“E aí faz aquilo que é obvio. Meus amigos, fazendo o óbvio, enfrentando o problema do mesmo jeito, muito provavelmente nós entregaremos os mesmos resultados”, completou Mendes.

A declaração foi dada durante de filiação do PSB na Capital, no final de semana. Mauro já foi filiado a legenda.

Na ocasião, o governador listou alguns dos problemas encontrados por ele ao assumir o Paiaguás, entre os quais atrasos em pagamentos na área da Saúde, viaturas que deixaram de rodar em todo o Estado, em função de atraso no pagamento dos fornecedores de combustível, além de salários e décimo terceiro atrasados.

Para isso, o democrata lembrou que tomou medidas duras, e até impopulares, assim que tomou posse. Logo nos primeiros meses de gestão, o governo enfrentou uma das maiores greves na Educação e não recuou.

“Por isso, quando assumimos, nós não fizemos o óbvio. Tivemos a coragem de falar a verdade para o nosso servidor, para os nossos produtores rurais… E eu dizia na campanha: ‘Mato Grosso está quebrado. E se quisermos mudar essa realidade todos, terão que ajudar a pagar essa conta para que possas construir esse Estado’”, lembrou.

 

Ler Anterior

MPF denuncia chefe da Casa Civil e Eder por lavagem de dinheiro

Leia em seguida

Selma: “Ministros não ouvem o povo, só veem o próprio umbigo”