Notícias de Última Hora :

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

terça-feira, 20 de outubro de 2020

Senadores gastam 3 vezes mais que deputados em viagens oficiais

Até outubro, cada senador teve gasto médio de R$ 8 mil, já cada deputado, de R$ 2,7 mil

Os senadores gastam três vezes mais que os deputados em viagens classificadas como “missões oficiais”. Com 81 parlamentares, o Senado Federal gastou, de fevereiro a outubro deste ano, em média, R$ 8 mil com cada congressista da Casa. A Câmara dos Deputados, na atual legislatura, usou uma média de R$ 2,7 mil com cada um dos seus 513 deputados.

No valor nominal total, no entanto, os números se invertem. Pelo número maior de parlamentares, a Câmara gastou mais desde o início da atual legislatura, em 1º de fevereiro de 2019. No mês passado, o Metrópoles mostrou que a Casa já desembolsou R$ 1,42 milhão em viagens oficiais. O Senado, por sua vez, gastou R$ 712 mil somente neste ano. Tudo é pago com recurso público.

Uma viagem em “missão oficial” dá aos congressistas o direito de serem custeados por sua respectiva Casa, seja ela Câmara ou Senado. As diárias devem ser utilizadas para cobrir os custos com hospedagem, transporte local e alimentação.

Levantamento do (M)Dados, núcleo de análise de grandes quantidades de informações do Metrópoles, examinou números das viagens dos parlamentares feitas desde o início da legislatura atual até 27 de outubro.

O campeão em gastos no Senado, atualmente, é Humberto Costa (PT-PE). Até o momento, a Casa Alta pagou R$ 48,5 mil em viagens oficiais para o parlamentar. Ao todo, foram 33 diárias.

Humberto Costa é seguido pelos senadores Sérgio Petecão (PSD-AC), com R$ 45,2 mil e 22 diárias, e Irajá (PSD-TO), com R$ 42,6 mil e 26 diárias.

Na Câmara, o deputado que mais gasta com viagens oficiais é Zé Carlos (PT-MA). Ao parlamentar, já foram pagos R$ 31,4 mil, somando 19 diárias.

Os deputados Nelson Pellegrino (PT-BA) e Rubens Bueno (Cidadania-PR) vêm na sequência, tendo R$ 31,4 mil e 18 diárias, e R$ 28,8 mil e 16 diárias, respectivamente.

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Tenente-coronel é preso acusado de extorquir fazendeiro em MT

Leia em seguida

Bolsonaro quer manter estabilidade em carreiras típicas de Estado