Notícias de Última Hora :

Jogo de fuga cercado de desafios, mistérios e adrenalina: conheça o Escape60′

Feira gratuita ajuda jovens a cursarem faculdades fora do país

Municípios precisam de representatividade na Assembleia Legislativa

Dia do Estudante tem programação especial em escola de Cuiabá

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

quinta-feira, 16 de setembro de 2021

Projeto da Câmara aumenta salário de Emanuel para R$ 27,5 mil

Legislação que elevava o subsídio do chefe do Executivo havia sido considerada inconstitucional

A Mesa Diretora da Câmara de Cuiabá apresentou um projeto de lei estabelecendo em R$ 27,5 mil o salário do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB). Atualmente, o subsídio está fixado em pouco mais de R$ 23,6 mil.

O projeto – que já recebeu parecer favorável da Comissão de Constituição e Justiça da Casa – também prevê um novo aumento para 2021, quando o salário passa a ser de R$ 32 mil.

Conforme o texto, ao menos por ora não haverá mudanças nos vencimentos do vice-prefeito e dos secretários municipais, que recebem R$ 15 mil e R$ 13,6, respectivamente.

Apenas a partir de 2021 é que os salários serão majorados para R$ 18 mil e R$ 15 mil, respectivamente.

Ao apresentar a proposta, o presidente da Câmara Misael Galvão (PSB) justificou que um dispostivo da Lei Orgânica do Município, que fixava o salário do prefeito em R$ 27 mil – pago até abril deste ano – foi declarado inconstitucional pelo Tribunal de Justiça (TJ-MT).

“O que resta salientar é que Município de Cuiabá está sem norma válida e eficaz para estipulação dos subsídios do prefeito, que é, por sua vez, em decorrência de mandamento constitucional, também o teto da remuneração dos demais servidores públicos”, diz trecho do projeto.

Desta forma, conforme o projeto, qualquer majoração feita neste momento, sem que haja um projeto de lei aprovado pela Câmara de Vereadores, ocorrerá “à margem do princípio da legalidade”.

“Por isso, faz-se imperioso que a Câmara Municipal apresente e vote com urgência a lei que fixe o salário do prefeito, definindo também o valor do teto das remunerações dos demais agentes públicos”, acrescenta o texto.
A legislação atende também uma reivindicação de fiscais e auditores da Prefeitura, cujos salários são baseados nos vencimentos do prefeito.

Conforme a proposta, se aprovada, a lei terá efeito retroativo a maio deste ano.

O texto agora está sob análise da Comissão de Execução Orçamentária, que tem reunião prevista para a próxima sexta-feira (8).

Na sequência, a proposta é remetida para votação em plenário.

O projeto é assinado pelo presidente Misael Galvão  (PSB), primeiro vice-presidente Vinícius Hugueney (PP), segundo vice-presidente Marcos Veloso (PV), primeiro secretário Adevair Cabral (PSDB) e o segundo secretário Orivaldo da Farmácia (PRP).

Ler Anterior

Jogador fica revoltado com vídeo do Flamengo em que aparece nu (Veja Video)

Leia em seguida

Jovem de 23 anos é encontrado morto dentro de casa em VG