Notícias de Última Hora :

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

quarta-feira, 25 de novembro de 2020

Servidora da Prefeitura de VG é presa acusada de aliciar menores

Ingridi Keliany Gomes da Silva responde por estupro de vulnerável; Município rompeu contrato

A servidora da Prefeitura de Várzea Grande, Ingridi Keliany Gomes da Silva, de 23 anos, foi presa acusada de aliciar meninas menores de idade para programas sexuais.

 

A prisão foi realizada no no dia 24 de outubro em cumprimento a uma decisão da 4ª Vara Criminal da Comarca de Várzea Grande.

Ela é suspeita de estupro de vulnerável. Conforme as investigações, a servidora teria aliciado menores de idade para fazer programas com homens adultos. Entre os clintes, estaria até mesmo o namorado dela.

O crime é previsto no Artigo 217-A do Código Penal Brasileiro, com pena prevista de 8 a 15 anos de reclusão.

Após receber a determinação judicial, os policiais civis do Núcleo Especializado em Busca e Capturas da Polinter realizaram os levantamentos iniciais conseguindo localizar a investigada na região central de Várzea Grande.

Em seguida, a servidora foi conduzida à sede da Delegacia de Polinter e Capturas. Na sequência, foi encaminhada à Justiça para apresentação em audiência de custódia.

A Prefeitura de Várzea Grande afirmou que quando houve a notificação de que Ingridi se tornou ré, foi feito o rompimento do contrato de trabalho, já que ela não é concursada. No entanto, segundo o Município, a jovem terá o direito de retornar a função se ficar comprovado que não é culpada.

O caso está tramitando em sigilo na Justiça de Várzea Grande.

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

MT receberá R$ 342 milhões a menos que o esperado com leilão

Leia em seguida

Jardim Kennedy é contemplado com nova praça pública