Notícias de Última Hora :

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

sexta-feira, 4 de dezembro de 2020

Com proposta do governo, 20% dos municípios seriam extintos

1.040 municípios se encaixariam nos critérios que determinam a fusão de prefeituras

Um em cada cinco municípios seria extinto, caso a proposta do governo de pôr fim a pequenas prefeituras sem sustentabilidade financeira seja aprovada pelo Congresso Nacional. Estudo da Fundação Getulio Vargas (FGV) obtido pelo Estadão/Broadcast mostra que 1.040 municípios se encaixariam nos critérios que determinam a fusão de prefeituras: ter até 5 mil habitantes e obter menos de 10% da arrecadação em receitas próprias.

O estudo foi feito pelo professor Tadeu Masano, da Escola de Administração de Empresas de São Paulo (Eaesp/FGV) e presidente da consultoria Geografia de Mercado. Para ele, a medida é positiva ao racionalizar a estrutura do serviço público. Seriam 1.040 prefeituras e câmaras municipais a menos, com cortes de cargos.

Cálculos preliminares do governo federal apontam para a possibilidade de economizar R$ 500 milhões ao ano com a fusão dos municípios. Os números ainda estão sendo refinados. Segundo fontes da área econômica, esse foi um dos pontos do conjunto de reformas que mais despertaram interesse por informações detalhadas.

O professor ressalta que, embora a quantidade de municípios elegíveis à fusão seja grande, haveria pouco impacto na vida real da população. Essas cidades reúnem 3,5 milhões de habitantes, apenas 1,7% do total do País. Além disso, representam 1% dos empregos formais no Brasil, 1,1% de toda a riqueza gerada (medida pelo PIB), 1,2% do Índice Potencial de Consumo (IPC) e 0,7% das agências bancárias de todo o território.

A Confederação Nacional dos Municípios (CNM), que representa sobretudo as pequenas prefeituras, divulgou nota criticando a proposta do governo e informou que vai trabalhar para derrubá-la no Congresso. A equipe econômica, porém, está otimista. Segundo apurou o Estadão/Broadcast, a ideia de enxugar o número dos municípios partiu do próprio Legislativo, o que tem trazido confiança sobre as chances de aprovação.

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Força Tática encontra coletes, arma e droga com suspeitos em Cuiabá

Leia em seguida

Havan anuncia boicote à Globo: “Jornalismo ideológico”