Notícias de Última Hora :

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

quarta-feira, 2 de dezembro de 2020

Maluf cita projetos que “preocupam” TCE e quer ser ouvido na AL

Novo presidente teme proposta que permite ao Legislativo sustar atos normativos do Tribunal de Contas

O novo presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT), Guilherme Maluf, fez sua primeira visita institucional ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), na quinta-feira (07).

Maluf pediu que a Corte de Contas possa se defender contra dois projetos em tramitação no Legislativo. Ele afirmou que as duas matérias “preocupam” os conselheiros.

O primeiro, de autoria do deputado Silvio Fávero (PSL), estabelece que 50% da receita arrecadada com a cobrança das multas aplicadas pelo Tribunal de Contas sejam transferidos ao Fundo Estadual de Saúde.

Já a outra medida, também de Fávero, dá poderes à Assembleia para sustar atos normativos do Judiciário e do Tribunal de Constas do Estado que exorbitem do “poder regulamentar ou dos limites da delegação legislativa”.

Segundo Fávero, a proposta se justifica pela garantia de fiscalização efetiva do Poder Legislativo sobre atos oriundos do Poder Judiciário e do TCE.

“Estive ontem conversando com o deputado Botelho. Temos duas matérias que nos preocupam e que estão em trâmite na Assembleia. Um que atua diretamente no fundo das multas. Eu pedi para fazer um diálogo no colégio de líderes ou com o próprio Fávero. Eu quero colocar o nosso ponto de vista”, afirmou Maluf em entrevista à rádio Capital FM, na sexta-feira (08).

“Outro projeto é a capacidade da Assembleia poder interferir nas decisões do Tribunal. No meu ponto de vista, se isso acontecer, até em nível de Brasília, vai levar a um questionamento sobre a constitucionalidade. Não vai prevalecer”, acrescentou.

Segundo Maluf, o fundo das multas aplicadas pelo TCE arrecadam anualmente R$ 4 milhões. Para ele, retirar R$ 2 milhões não afetará significativamente a Saúde do Estado.

Ele defendeu que os valores sejam aplicados em tecnologia de informação nos municípios, que são os que mais fazem repasses ao fundo.

Já quanto à interferência nos atos do TCE, Maluf lamentou a possibilidade de a medida ter passado na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR).

“Passou na CCJ. Mas o Botelho foi muito consciente e vai trazer uma discussão com essa nova Mesa do TCE e esperamos trazer nossa defesa para entrar com harmonia com a Assembleia”, afirmou.

“No encontro também discutimos outros pontos como a questão da Lei Orçamentária Anual. Sobre a Verba indenizatória do TCE, que ainda não houve regulamentação por meio de uma legislação. Tem muita coisa a ser debatida e discutida com a Assembleia”, disse.

Relação se perdeu

Para Maluf, a relação do Tribunal de Contas com os outros Poderes se perdeu ao longo dos últimos anos.

Segundo ele, sua missão, assim que assumir a Corte, será restabelecer essa harmonia.

“O Tribunal de Contas acabou se afastando um pouco dos Poderes. Tanto do Legislativo quanto do Judiciário. Essa dificuldade de relacionamento acabou sendo uma realidade. E tenho como uma das missões principais fazer esse estreitamento, essas parceiras”, afirmou.

“Temos conversado com o presidente do Tribunal de Justiça [Carlos Alberto da Rocha] e o Botelho, presidente da Assembleia. Vamos visitar também o Ministério Público. Precisamos nos aproximar, porque existem políticas integradas que têm que ser decididas em grupo”, completou.

Eleição

No último dia 5 de novembro, Maluf foi eleito, por unanimidade, o novo presidente do Tribunal de Contas do Estado. Ele será responsável pelo biênio 2020/2021.

O atual presidente do TCE, Gonçalo Domingos Campos Neto foi eleito como vice-presidente.

O cargo de corregedor-geral ficou com o conselheiro substituto Moises Maciel, único que se candidatou ao cargo.

O trio toma posse no dia 16 de dezembro. Mas a gestão terá início em janeiro de 2020.

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Janaina pede absolvição de policiais e condenação de Taques

Leia em seguida

“Xadrez na Praça” leva tabuleiro gigante, oficinas e torneios para Praça Alencastro