Notícias de Última Hora :

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

quinta-feira, 29 de outubro de 2020

Polícia deflagra operação contra organização criminosa em MT

Estão sendo cumpridos 12 mandados de prisão em Sorriso; três estão foragidos

A Polícia Civil deflagrou na manhã desta sexta-feira (8) a Operação Parentela, contra o trafico de drogas, roubos, receptação e organização criminosa em Sorriso (420 km de Cuiabá).

Foram expedidos 12 mandados de prisão, sendo que nove já foram cumpridos. Destes, oito alvos já estavam presos, de acordo com o delegado André Ribeiro, que está à frente da ação.

Segundo a Polícia Civil, os criminosos que estavam na cadeia mantinham contato com quem está em liberdade e davam ordens para cometerem roubos e trafico de drogas.

Um dos casos que mais chamou a atenção, de acordo com André Ribeiro, é de um detento que mandava a mãe e os irmãos venderem drogas.

Além disso, há indícios de que uma detenta cobrava dinheiro que seria repassado a um facção criminosa e também fazia julgamentos entre os membros da facção.

“Essa detenta M.R.M.C. se intitula chefe da facção e afirma que todos os membros devem se reportar a ela. Essa mulher possui diversos mandados de prisão e vai continuar presa”, disse o delegado.

Três dos alvos não foram localizados e são considerados foragidos, de acordo com a Polícia Civil.

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Jardim Kennedy é contemplado com nova praça pública

Leia em seguida

Polícia: mulher envenenou enteada e pode ter matado sogro