Notícias de Última Hora :

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

domingo, 29 de novembro de 2020

Saída de Bolsonaro e criação de nova sigla geram impasse em MT

Presidente da República deve anunciar sua desfiliação e a criação de partido no Brasil

O deputado estadual Silvio Fávero afirmou que ele e o presidente do partido em Mato Grosso, deputado federal Nelson Barbudo, devem aguardar um posicionamento oficial do presidente Jair Bolsonaro para anunciar uma possível debandada do partido.

 

A imprensa nacional já dá como certa a saída do presidente do partido e até a criação de uma nova sigla, incialmente chamada Aliança Pelo Brasil. Segundo as informações, a pretensão do Bolsonaro é levar consigo ao menos 100 deputados.

 

“Ainda é cedo. Não há nada decidido ainda. Eu sentei com o Nelson Barbudo, decidimos que estamos na liderança, chamando pré-candidatos… E aí chegamos um dia para noite e falamos ‘tchau’ para todo mundo? Você acha justo? E o sonho das pessoas?”, disse Fávero, que é vice-presidente do partido no Estado, à Radio Vila Real.

Uma reunião entre o presidente e correligionários está marcada para a noite desta terça-feira (12), no Palácio do Planalto. Lá deverá ser discutida a possível “debandada” e a criação da nova sigla. Conforme apurou a reportagem, Barbudo foi um dos convidados e deve comparecer ao encontro.

Já o deputado estadual Delegado Claudinei afirmou que deve seguir o presidente em sua decisão. No entanto, deve analisar a questão jurídica sobre a fidelidade partidária, já que o PSL pode requerer o mandato.

“O partido para o qual ele for eu vou estar junto. Só terei cuidado em relação à fidelidade partidária. Terei que ver com minha assessoria jurídica essa questão, para não correr risco de perder o mandato. Caso não tenha liberação do partido, veremos a forma legal de não perdemos o mandato”, disse.

Silvio Favero 12072019

Nova legenda

Mesmo ainda sem definição, Fávero afirma que deve continuar apoiando o presidente mesmo se não migrar para uma nova legenda.

“Nós somos presidente da República Jair Bolsonaro. A população o elegeu e vamos para reeleição com ele. E outros que não estão no partido do Bolsonaro são contra o Bolsonaro? Não! Eles estão ajudando a governar”, disse.

Crise no PSL

A crise no partido teve início em outubro deste ano após a divulgação de um vídeo em que Bolsonaro pedia a um correligionário para “esquecer” o PSL de Pernambuco, onde a principal liderança é o deputado federal e presidente da sigla Luciano Bivar. No vídeo, Bolsonaro dizia que Bivar estaria “queimado”.

Em resposta, o líder do partido disse que a fala do presidente foi “terminal”, e que ele já estaria “afastado” da sigla.

Após o atrito, uma disputa pela liderança do partido foi travada na Câmara dos Deputados. A briga – vencida pelo filho do presidente, Eduardo Bolsonaro, que substituir Delegado Waldir – voltou a abalar a sigla.

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Mendes e Emanuel “duelam” por atenção de prefeitos em Cuiabá

Leia em seguida

Mendes sinaliza aposentadoria aos 65 anos e teto de R$ 5 mil