Notícias de Última Hora :

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

quarta-feira, 21 de outubro de 2020

Mendes entrega planilha e nega paralisação em obra de hospital

Prefeito havia dito ter recebido “bucha de canhão” de antecessor e foi rebatido em evento

O governador Mauro Mendes (DEM) usou seu discurso de 18 minutos, durante inauguração do Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), na noite de segunda-feira (18), para entregar uma planilha ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) para provar que não deixou a obra do hospital abandonada.

 

A ação de Mendes foi por conta de uma declaração de Emanuel ao , no início de novembro, que disse ter recebido “uma bucha de canhão” de seu antecessor.

À época em que Emanuel assumiu o Alencastro, a obra do HMC estava com 20% de conclusão. “Ele abandonou a obra, largou aqui uma verdadeira bucha de canhão. Essa é a verdade”, disse Emanuel.

Segundo Mendes, desde o início da obra, em julho de 2015, em nenhum momento o projeto foi paralisado.

“Obrigado, prefeito, por ter terminado essa obra. Quero deixar em suas mãos uma planilha, porque esses dias vi o senhor noticiando, e tenho certeza que fez isso porque sua assessoria deve ter lhe informado de maneira equivocada, que a obra ficou paralisada, que a obra estava paralisada”, disse o governador.

“Aqui está em minhas mãos um documento oficial da Prefeitura que mostra que desde julho de 2015, quando a obra teve sua primeira medição, até o mês de maio, na sua 47ª medição, todos os meses, em todos esses anos, tiveram medição e deixaram essa obra sempre em funcionamento”, acrescentou.

Mendes disse acreditar que a assessoria de Emanuel lhe informou de maneira equivocada. As declarações foram dadas já ao final do discurso do governador, que foi encerrado com certa quantidade de vaias de apoiadores do prefeito.

“Tenho certeza que quando o senhor falou isso, foi sua assessoria. Porque tenho absoluta convicção que o senhor jamais falaria uma inverdade dessas. Então, para reposicionar a verdade, quero entregar pessoalmente em suas mãos e lhe agradecer muito por ter terminado essa obra”, disse.

Ainda em seu discurso, o governador citou o planejamento do projeto do HMC, o processo de licitação, enumerou os percalços que encontrou, como as ações judiciais enfrentadas por conta do terreno da obra.

Ele aproveitou, também, para anunciar a retomada das obras do Hospital Central de Cuiabá, que estão paralisadas há mais de 30 anos. E que lançará uma nova licitação para a conclusão do novo Hospital Universitário Júlio Müller, localizado na Rodovia Palmiro Paes de Barros, cuja construção está parada desde 2014.

 

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Homem mantém em cárcere e ameaça atear fogo nos 4 filhos

Leia em seguida

Emanuel inaugura novo hospital; obra consumiu R$ 190 milhões