Notícias de Última Hora :

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Siminina Digital forma mais 29 meninas com noções de informática e Lógica de Programação

A atividade é fruto de uma parceria entre a Prefeitura, a Universidade de Cuiabá (Unic-Barão) e a empresa Happy Code

A primeira-dama Márcia Pinheiro entregou para três turmas do programa Siminina, na última terça-feira (19), o certificado de conclusão do projeto Siminina Digital, realizado em parceria com a Universidade de Cuiabá (Unic)- campus Barão. São mais 29 meninas capacitadas com noções de informática básica e intermediária.

A edição de 2019 ainda conta com uma novidade que são as aulas de Lógica de Programação, oferecidas pela empresa do ramo Happy Code. Segundo o proprietário, Anderson Caparróz, a intenção das aulas é o desenvolvimento do raciocínio lógicos das meninas, após a informática básica.

“O propósito da Happy Code é, ao ensinar as meninas a programar, apresentar para elas um universo onde possam protagonizar na tecnologia e não ser somente usuário. É desenvolver o raciocínio lógico para criar soluções que podem transformar o mundo”, explicou.

O Siminina Digital foi criado em 2018, quando a primeira-dama Márcia Pinheiro passou a receber cartas escritas pelas meninas que passariam a completar 14 anos e, consequentemente, deixar o programa em decorrência da faixa etária de atendimento (7 aos 14 ano).

“Eu recebi essas cartas e me sensibilizou o que estava escrito na maioria delas. As meninas não queriam deixar o programa e pediam para ficar porque adoram estar no programa. Foi então que pensamos em algo para estender a faixa etária de forma que contribuíssem para elas pouco mais a frente quando fossem brigar por alguma vaga no mercado de trabalho”, revelou.

A parceria com a Unic é dirigida pelo coordenador do curso de Engenharia da Computação, Marcos Senna, o qual intermedeia as aulas por meio dos alunos em graduação que passam se tornarem instrutores.

“Eu fiz uma promessa à primeira-dama que meus alunos não iriam apenas qualificar as simininas. Capacitar qualquer lugar capacita, então a nossa ideia e nosso propósito é deixá-las diferenciadas. Quando eles saem das casas deles para se deslocarem até o Siminina, deixam de fazer outras coisas como estudar, trabalhar e outras situação para ceder o tempo para as meninas e isso é uma satisfação enorme”, elencou.

 

A atual administração da Prefeitura de Cuiabá, sob o olhar da primeira-dama Márcia Pinheiro, tem empregado uma nova roupagem ao Siminina, existente há mais de 20 anos, com o maior conjunto de ações de sua história.

 

O programa deixar de ser apenas uma local recreativo para os pais deixarem as filhas durante a jornada do dia a dia e passa a ser um centro multidisciplinar de aprendizagem com aulas de ballet, dança regional, judô, fanfarra, plantio de hortifrúti, inglês, alfabetização e muitos outros.

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

TJ quer a criação de mais 2 mil vagas em presídios de MT

Leia em seguida

Ladrões invadem casa e fazem advogado e família reféns na Capital