Notícias de Última Hora :

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

quarta-feira, 2 de dezembro de 2020

Capitã da PM usa ‘vestido-farda’ em cerimônia de casamento na igreja em MT

Raíssa queria usar uma farda da PM, instituição na qual atua desde os 18 anos, então, fez um vestido-farda, mas não abriu mão do véu. O casal se casou na igreja e depois fez outra cerimônia em Cancún, no México.

A capitã da Polícia Militar Raíssa Helena Amorim Borges, de 30 anos, decidiu realizar um sonho e inovou no vestido de noiva. Ela queria usar a farda da PM, instituição na qual atua desde os 18 anos, e mandou fazer um vestido-farda, sem abrir mão do véu. A cerimônia foi em uma igreja no dia 13 deste mês, em Cuiabá.

Raíssa contou que ela e o noivo, Matheus André Campos Borges, que é gerente de uma startup de agronegócios, queriam um casamento com a “cara deles”.

“A Polícia Militar vai além de ser apenas trabalho para mim e eu tinha o sonho de me casar fardada. Ele me apoiou totalmente”, disse.

Até a dama de honra entrou na igreja com as alianças usando uma minifarda.

A noiva é policial militar há 10 anos. Segundo ela, a função a deixou mais forte e destemida. “É uma instituição muito importante para mim. Não é só o lugar onde eu ganho dinheiro, mas a felicidade em poder servir a outras pessoas”, declarou.

“Entrei na polícia aos 18 anos, uma fase em que a gente está se descobrindo como adulto, como pessoa, e a polícia formou muito a minha personalidade, o meu perfil”, comentou.

O casamento foi realizado em duas etapas. Primeiro, eles se casaram na igreja, em Cuiabá, que ela frequenta desde criança. O segundo casamento foi na praia, em Cancún, no México.

“Na igreja tivemos a bênção e na cerimônia no civil dei um toque militar. Entrei com a farda e fiz o ‘teto de aço’ – aquele com espadas cruzadas para cima tipo túnel e os noivos passam embaixo”, contou.

Ato com espadas fez parte da cerimônia — Foto: Gabriel Bandeira/ Divulgação

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Thiaguinho, festival e Libertadores agitam o final de semana

Leia em seguida

Homem é assassinado com tiros na cabeça em bairro de VG