Notícias de Última Hora :

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

segunda-feira, 26 de outubro de 2020

Mendes diz que pagará o 13º de todos os servidores no dia 20

Nesta terça-feira (10), o Executivo fez o pagamento integral da folha relativa ao mês de novembro

O governador Mauro Mendes (DEM) anunciou, no final da manhã desta terça-feira (10), que todos os servidores do Executivo estadual receberão o décimo terceiro salário no dia 20 de dezembro.

A informação foi revelada durante um encontro de Mendes com secretários, deputados, servidores e jornalistas no Palácio Paiaguás.

No evento, Mendes fez um balanço do primeiro ano de Governo, recordando medidas que foram tomadas desde janeiro para reduzir gastos e elevar a arrecadação.

“Se nós melhoramos nosso caixa é porque muita gente colaborou. Um apagar de uma luz acesa desnecessariamente contribui para baixar a conta de energia do Estado.[…] E isso nos permite neste momento anunciar que no dia 20 de dezembro o 13º estará depositado na conta de todos vocês”, afirmou o governador.

Com o pagamento, o Executivo deve injetar na economia cerca de R$ 1,06 bilhão apenas no mês de dezembro. O montante representa o total com folha salarial mais o benefício dos quase 100 mil servidores ativos e inativos do Estado. Nesta terça-feira, o Paiaguás pagou a folha relativa a novembro.

 

Pagando o décimo terceiro ainda em dezembro, Mendes encerra o primeiro ano de governo tendo quitado 14 folhas salariais, uma vez que o décimo terceiro relativo a 2018 foi dividido em quatro vezes nos primeiros meses de sua gestão.

Durante discurso, Mendes também citou que o pagamento do décimo terceiro só será possível devido a diversos esforços realizados em conjunto com os poderes.

 

Uma das medidas citadas foi o projeto de lei aprovado no Legislativo, que traz mudanças na política de incentivos fiscais, no método de cobrança do ICMS e aumenta impostos para setores da indústria, comércio e agronegócio.

 

“Nós precisamos tomar medidas duras. Remédio apropriado normalmente não é um remédio doce. No governo, como em um empresa que tem um grave problema, é preciso tomar as medidas necessárias”, ressaltou.

 

Trajetória

 

Em uma breve análise da gestão, Mendes lembrou ainda que, quando assumiu o Paiaguás, em janeiro deste ano, o Estado devia fornecedores, escalonava os salários e possuía déficits com a saúde de muitos municípios.

 

“É o jogo do ganha, ganha. Ganha servidor, cidadão, e os nossos fornecedores. Porque um Estado equilibrado consegue pagar os fornecedores. Quem paga em dia, compra melho. Quem compra melhor, economiza e pode comprar mais. E quem compra mais, movimenta a economia. Isso gera um círculo virtuoso que traz consequências positivas”.

 

“Eu dizia na minha campanha que gostaria de entregar um Estado muito melhor do que pegamos. Se hoje nós estamos melhorando é porque os senhores aqui e centenas de outros servidores e contribuintes também fizeram sua parte”, completou.

 

Leia mais sobre o assunto:

 

Estados pedem antecipação de repasse do pré-sal; MT espera R$ 332 mi

 

Líder: frustração com leilão de Bolsonaro afeta contas de MT

 

Mendes põe fim a escalonamento; salário será pago todo dia 10

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

PF mira fiscais acusados de receber R$ 6 mi em propina da JBS

Leia em seguida

PF apura ligação de filho de Lula à compra de sítio em Atibaia