Notícias de Última Hora :

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

terça-feira, 27 de outubro de 2020

Com novo partido de Bolsonaro, deputado prevê debandada no PSL

Claudinei diz esperar que sigla consiga ser criada antes de prazo para eleições de 2020

O deputado estadual Claudinei Lopes disse acreditar em uma debandada no PSL assim que o presidente Jair Bolsonaro conseguir criar o partido “Aliança pelo Brasil”.

Bolsonaro registrou o partido após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) liberar, por 4 votos a 3 na última terça-feira (03), o uso de assinaturas eletrônicas para criação de novos partidos políticos. Para concretizar a criação, o partido terá que colher 492 mil assinaturas em até dois anos.

Em conversa com o MidiaNews, Claudinei afirmou que diversos membros do partido já se manifestaram por seguir Bolsonaro.

“Pelos comentários nos grupos e pelas pessoas que são dos diretórios municipais e que estão fazendo contato, acreditamos que vai ter uma debandada. A maioria aqui de Mato Grosso vai migrar para este novo partido”, disse.

O deputado disse esperar que Bolsonaro consiga viabilizar a sigla até março do ano que vem. Isso porque os membros do PSL precisam se preparar para a disputa eleitoral de 2020.

 

“A gente aguarda o trâmite legal e burocrático para formalização desse novo partido, o Aliança pelo Brasil. No momento, permaneço no PSL. Não tivemos nenhuma alteração”, afirmou.

 

“Então, continua da mesma forma. Continuamos dentro do PSL aqui no Estado. Futuramente, se realmente conseguir, assim que instituir esse partido novo, a gente deve migrar. Mas mesmo dentro do PSL, temos que continuar e fortalecer nossos candidatos nos Municípios”, explicou.

 

O Aliança, se criado, será o nono partido de Bolsonaro. Ele foi eleito pelo PSL e, ao longo de três décadas de carreira política, teve passagens pelo PDC, PPR, PPB, PTB, PFL, PP e PSC.

 

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Lei permite participação de quem já concorreu em 2018, diz TRE

Leia em seguida

Primeira-dama está entre os 12 homenageados do ‘Prêmio Parceiros do ODS’