Notícias de Última Hora :

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

quarta-feira, 28 de outubro de 2020

Thiago Silva defende autonomia financeira da Unemat e cobra plano de expansão

ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), acatou o requerimento de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) proposta pelo Governo de Mato Grosso, para que os 2,5% (Artigo 246 da Constituição do Estado de MT) da receita estadual resultante de impostos não sejam mais destinados de forma obrigatória na manutenção e desenvolvimento do ensino público superior estadual.

Uma reunião para discutir a pauta foi realizada na tarde desta sexta (6) na Presidência da Assembleia, onde participou a reitoria da Unemat, deputados Thiago Silva, Eduardo Botelho e Lúdio Cabral.

Segundo Thiago, é um retrocesso na política educacional e a Assembleia irá recorrer da decisão. “Reunimos com o presidente Botelho e a reitoria da Unemat e já estamos tomando as providências para que a Procuradoria da Assembleia recorra dessa decisão que tira a possibilidade da universidade planejar o orçamento para abertura de novos cursos em MT”.

O reitor Rodrigo Zanin fez um panorama do crescimento do trabalho da Unemat em Mato Grosso. “Tínhamos 10 mil alunos e agora 23 mil, passamos de 10 campus para 12, saltamos de 40 cursos regulares para 60, antes tínhamos 200 doutores e agora são 450, o que prova que está ampliando o trabalho da universidade”.

Thiago defende a vinculação da receita, mas também cobra por parte da Reitoria a expansão de cursos e campus da Unemat em Rondonópolis e Cuiabá, compromisso este firmado pela reitoria quando foi aprovado a PEC em 2013.

Como encaminhamento, além da Procuradoria da ALrecorrer da decisão, uma comitiva do parlamento estadual e da reitoria da Unemat irá realizar agenda no STF para debater a pauta com Alexandre de Moraes.

Mesmo com a decisão, o governador Mauro Mendes (DEM) garantiu manter o mesmo orçamento prevista para a Unemat em 2020, porém sem a vinculação que foi aprovada em Proposta de Emenda à Constituição (PEC 66/2013) votada na Assembleia em 2013.

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Maluf define equipe no TCE-MT

Leia em seguida

Shopping abre em horário diferenciado em Cuiabá