Notícias de Última Hora :

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

quarta-feira, 28 de outubro de 2020

Janaina sobre Taques: “Má gestão é tão danosa quanto corrupção”

Deputada ainda critica TCE e diz que conselheiros inverteram valores e fizeram análise política

A deputada estadual Janaina Riva (MDB) disse esperar que os colegas acatem seu parecer e reprovem as contas do ex-governador Pedro Taques (PSDB), referentes ao exercício 2018. A análise deve ocorrer em janeiro de 2020 pelos parlamentares.

Segundo ela, apesar da gestão passada não ter a mesma quantidade de casos de corrupção que a gestão Silval Barbosa teve, o tucano foi responsável por um mandato danoso, com inúmeros prejuízos ao Estado.

“A má gestão é tão danosa quanto corrupção. Ela mata pessoas do mesmo jeito, traz prejuízos à Educação. Por isso estamos vendo tantas escolas sucateadas. Em minha opinião, a análise não tem que ser de quem roubou ou deixou de roubar. Até porque não coloco a minha mão no fogo pelo Pedro Taques, nem por ninguém”, disse ela.

 

“A análise de contas tem que ser técnica. Não dá para salvar alguém porque um cometeu corrupção e o outro, até agora, não apareceu. Até porque temos o caso da Seduc, que o ex-secretário [Permínio Pinto] foi preso. Tem uma delação do Alan Malouf dizendo que o governador Pedro Taques autorizou desvio na Educação. Mas não compete à comissão analisar isso. Não é relevante para a análise do processo”, acrescentou.

A declaração de Janaina foi uma resposta ao deputado Ederson Dal Molin, o Xuxu (PSC). Durante votação do relatório da parlamentar na Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Execução Orçamentária, Xuxu lembrou que a Casa aprovou as contas de Silval envolvidos em casos de corrupção que, segundo a Controladoria Geral do Estado (CGE), chegam a R$ 1 bilhão.

 

O deputado do PSC se absteve na votação. Ainda teve dois votos pela aprovação do relatório e uma contra. Janaina disse ter ficado surpresa com a votação, mas afirmou respeitar a decisão dos colegas.

 

Quando o documento for para votação dos 24 deputados será necessário 13 votos para que as contas de Taques sejam realmente reprovadas.

 

“Vai da consciência de cada um. Não vou polemizar com os colegas. Cada um tem seu estilo de votar. Mas acredito que a população vai cobrar essa fatura. O que as pessoas esperavam da comissão era uma margem maior de votos”, afirmou.

 

“Mas a população vai cobrar isso de cada deputado. Acho que dificilmente vão conseguir 13 votos para dizer que as contas cumpriram com suas obrigações. Ele se perdeu porque, por muitos anos, a Assembleia não fez esse papel. E o TCE também não. Acho que chega de impunidade”, disse.

 

Crítica ao TCE

 

Janaina ainda criticou a decisão do TCE em pedir a aprovação das contas do ex-governador tucano. Para ela, a Corte fez uma análise política, não técnica.

 

“O que existiu foi uma inversão de papéis, porque o TCE está aí para fazer um trabalho técnico e não político. Essa coisa de que o ex-governador foi lá e pediu voto. Essa mesma sensibilidade que tiveram, e que me soa um tanto quanto pessoal, por que não existiu com os prefeitos? Por que ele estava em um cargo mais poderoso, que mexe com o orçamento dos Poderes?”, questionou.

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Irmão de Silval recorre a Justiça para não pagar R$ 139 mil por queimada ilegal

Leia em seguida

Atrás de Salah, Bruno Henrique é eleito 2º melhor jogador