Notícias de Última Hora :

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

quinta-feira, 22 de outubro de 2020

“Esforço foi enorme e a recompensa chegou”, afirma Mendes

Governador diz que pagou 14 folhas salariais em 2019 e que voltou a pagar salário em parcela única

O governador Mauro Mendes (DEM) usou suas redes sociais nesta quinta-feira (26) para apresentar um balanço do primeiro ano de sua gestão. O democrata disse ter superado uma série de desafios e que o resultado foi positivo.Na publicação, Mendes afirmou que assumiu o comando do Palácio Paiaguás com R$ 3,5 bilhões em restos a pagar, herdados do ex-governador Pedro Taques (PSDB).

Além disso, citou que o Estado estava devendo 11,4 mil fornecedores, atraso de 11 meses no repasse obrigatório da Saúde às prefeituras, 50% das viaturas paradas por falta de pagamento e 335 obras paralisadas. ⠀

Segundo ele, os resultados somente viriam se ele e sua equipe utilizassem medidas criativas para resolver velhos problemas.

“Com foco, trabalho e fé em Deus, adotamos medidas que contribuíram diretamente para melhorar a arrecadação, recuperar ativos, reduzir despesas e controlar os gastos públicos”, disse ele na publicação.

 

“Tivemos que fazer muitos enfrentamentos para conter o crescimento descontrolado do custeio da máquina pública, de um lado, e para corrigir distorções fiscais e tributárias, de outro. Foi assim que reduzimos despesas e começamos a ampliar a receita”, acrescentou.

 

Entre os resultados positivos, Mendes destacou o fato de o Executivo ter conseguido pagar 14 folhas salariais este ano, sem uma o 13º salário da gestão passada.

 

Além disso, afirmou que desde dezembro deste ano passou a pagar o salário no dia 10 de todo mês.

Ambos os movimentos, segundo ele, ocorreram mesmo com a queda nas transferências federais. Até o momento, Mato Grosso não recebeu o FEX (Fundo de Apoio às Exportações), no valor de quase R$ 500 milhões. O FEX é um recurso repassado pela União aos estados e municípios como forma de compensação pelas perdas com a Lei Kandir – que trata da isenção do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) nos produtos de exportação.

 

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Dono da Havan anuncia “presente de Ano Novo” para o Vasco

Leia em seguida

Misael Galvão: “cidadão não pode só colocar o vereador aqui, tem que participar”