Notícias de Última Hora :

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

quinta-feira, 29 de outubro de 2020

Bolsonaro: País estará em boas mãos se Moro for candidato em 2022

De acordo com o presidente, o atual ministro da Justiça “é adorado no Brasil” e “tem potencial enorme”

Ao mesmo tempo em que colocou em dúvida a disposição de tentar a reeleição, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta quinta-feira (26) que o Brasil estará em boas mãos se o ex-juiz Sergio Moro for candidato à sua sucessão, em 2022.

De acordo com o presidente, o atual ministro da Justiça “é adorado no Brasil” e “tem potencial enorme”.

As declarações foram dadas em sua live semanal, ao explicar por que sancionou a regra que cria a figura do juiz das garantias, em detrimento da opinião contrária de seu ministro.

Bolsonaro afirmou que, apesar da discordância com Moro, o ministro tem feito um “trabalho excepcional” e que ele tem consultado o ex-juiz em questões de seu governo.

O titular do Planalto lembrou que, durante as discussões sobre a flexibilização da posse de armas no país, também adotou posição diferente da de Moro.

“Eu já discordei dele. Como já discordei de outros ministros também. Eu acho que a taxa de concordância com os ministros é em torno de 95%. Está indo muito bem”, disse.

Em seguida, acrescentou: “O Moro tem um potencial enorme. Ele é adorado no Brasil. Pessoal fala que ele deve encarar como presidente. Se o Moro vier, que seja feliz, não tem problema, vai estar em boas mãos o Brasil”.

“E eu não sei se eu vou vir candidato em 2022”, concluiu o presidente.

Bolsonaro já chegou a afirmar que uma chapa dele tendo Moro como vice seria imbatível.

De acordo com o Datafolha, o ex-magistrado, responsável pela Lava Jato em Curitiba, se consolidou como o ministro mais bem avaliado no primeiro ano do governo Bolsonaro.

O ex-magistrado goza de apoio popular maior do que o do próprio presidente -entre os que dizem conhecê-lo, 53% avaliam sua gestão no ministério como ótima ou boa.
Bolsonaro tem indicadores mais modestos, com 30% de ótimo ou bom.

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Contrato prevê metade da frota com ar-condicionado já em 2020

Leia em seguida

À beira da morte, Asa Branca diz que Jesus está chamando e se despede: ‘Lábios roxos’