Notícias de Última Hora :

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

sábado, 23 de janeiro de 2021

Morre a 2ª elefanta em Santuário em Chapada dos Guimarães

Ramba, que havia sido resgatada de um circo no Chile, estava vivendo há dois meses no local

A elefanta Ramba, do Santuário dos Elefantes de Chapada dos Guimarães (a 67 km de Cuiabá), morreu nesta quinta-feira (26) depois de viver 7 anos com uma doença renal. Este é o segundo animal a falecer no local este ano.

A elefante tinha 54 anos e pesava quase 4 toneladas. Ela foi transferida há dois meses para o santuário após ser resgatada de um circo no Chile.

A equipe do Santuário fez um post no Instagram anunciando o falecimento nesta sexta-feira (27).

“É com imenso pesar que comunicamos o falecimento de Ramba. Nossa vovó teimosa, linda e maior que a própria vida, não tinha mais forças para lutar contra seus problemas renais”, escreveu o Santuário nota no Instagram.

Segundo o Santuário, a elefanta foi diagnosticada com o problema renal ainda no Chile, devido à falta de água potável – herança da época de circo. A expectativa era de que ela conseguisse sobreviver mais um ano após o diagnóstico, mas no final conseguiu viver por sete anos.

 

“Ela se entregou à sua nova vida mas, no processo, parece que desistiu de lutar. Ela estava cansada. […] Sua morte deve ter sido repentina pois a grama ao seu redor estava intocada.”

 

Ramba chegou ao Santuário no dia 18 de outubro depois de viajar 3.600 km até o destino. Antes de ser resgatada, a elefanta passou anos de sua vida sendo forçada a fazer espetáculos em um circo no Chile.

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Base aliada de Mendes, deputados do MDB terão de escolher entre candidatura do Governo e Emanuel em 2020

Leia em seguida

Emanuel define em abril; nome será preparado em caso de recuo