Notícias de Última Hora :

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

sábado, 24 de outubro de 2020

Jovem que atropelou e matou duas crianças ganha liberdade mediante fiança de 100 salários mínimos

O desembargador plantonista do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), Márcio Vidal, mandou soltar Wesley Patrick Villas Boas de Souza, 23 anos, o motorista que atropelou e matou duas crianças na manhã da última terça (31), na Avenida dos Trabalhadores. A mãe delas, Cleide dos Santos, 48 anos, ficou gravemente ferida no acidente e encontra-se internada em um hospital de Cuiabá. O motorista dirigia uma Dodge Ram.

A liberdade foi concedida na noite dessa quinta-feira (2), mediante pagamento de fiança de 100 salários mínimos, cerca de R$ 103.000,00. Além disso, foram impostas medidas restritivas com a suspensão da carteira de habilitação, recolhimento noturno, proibição de se ausentar de Cuiabá e comparecimento mensal ao juízo.

O desembargador entendeu que o caso se enquadra no crime de homicídio culposo, no qual não há a intenção de matar. A tipificação penal desse delito não prevê a decretação de prisão preventiva.

Ontem (01) o juiz da Terceira Vara Criminal de Cuiabá, Wladymir Perri, em audiência de custódia manteve a prisão de Wesley Patrick Villas Boas de Souza, sob a alegação da “manutenção da ordem pública”. De acordo com o magistrado, a prisão em flagrante do condutor foi convertida em preventiva para que o mesmo não sofresse qualquer tipo de agressão por parte da sociedade. Perri afirma ainda que populares se revoltaram mesmo depois de o motorista não ter fugido do local do acidente e ter acionado a Polícia Militar e uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para atender as vítimas após o acidente.

A defesa do motorista recorreu da decisão e apontou a ilegalidade da prisão, sob a alegação de que o acusado é primário, tem residência fixa e socorreu as vítimas. O desembargador plantonista acatou as alegações e entendeu que a manutenção da ordem pública não é motivação capaz de justificar a manutenção da prisão

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Seduc repassa mais de R$ 50 milhões para merenda escolar

Leia em seguida

”Fiquei arrepiado”, diz Bolsonaro após receber beijo hétero em live