Notícias de Última Hora :

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

sábado, 5 de dezembro de 2020

Vereadores destinam emenda de R$ 1 milhão à educação de estudantes com deficiência

Os vereadores de Cuiabá decidiram não apresentar emendas individuais a Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2020, para propôr uma emenda coletiva em prol dos portadores de dislexia, deficiência, assim como aqueles com transtornos globais do desenvolvimento na educação.
No total, foram destinados R$ 1,5 milhão para qualificação e ampliação do atendimento da educação inclusiva dessas pessoas.
O recurso é oriundo de remanejamento orçamentário e foi retirado da Secretaria de Comunicação, em que seria investido em divulgações institucionais.
A emenda foi assinada pelos 25 vereadores e atende a um pleito da Associação Mato-Grossense de Dislexia. Segundo a Associação, as dificuldades de aprendizagem dos estudantes portadores destes transtornos, são perceptíveis na rede de ensino, pois é recorrente a desatenção, alterações do comportamento e complexidade compreensão do texto lido e da linguagem matemática por eles.
A dislexia do desenvolvimento é considerada um transtorno específico de aprendizagem de origem neurobiológica e caracterizada pela dificuldade no reconhecimento preciso e/ou fluente da palavra, na habilidade de decodificação e em soletração.
Essas dificuldades normalmente resultam de um déficit no componente fonológico da linguagem e podem ocorrer em qualquer idade, afetando outras habilidades cognitivas, segundo definição adotada pela Internacional Dislexia Associatio (IDA) e pelo National Institute of Child HealthHuman Development (NICHD).

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Hospitais poderão ser obrigados a comunicar instituições sobre nascimento de bebês com Síndrome de Down

Leia em seguida

Semob busca parcerias para reforçar segurança nas estações de ônibus