Notícias de Última Hora :

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

domingo, 25 de outubro de 2020

Padre: “Não podemos ridicularizar crenças; é uma blasfêmia”

Líder da Igreja Católica critica programa de humor que insinua que Jesus teve experiência homossexual

Uma das vozes mais influentes da Igreja Católica em Cuiabá, o padre Deusdédit Monge de Almeida criticou a maneira como o programa de humor Porta dos Fundos retratou Jesus Cristo no especial de Natal que estreou na Netflix no final de 2019. O filme insinua que Jesus teve uma experiência homossexual após passar 40 dias no deserto.

Ao MidiaNews, o religioso, responsável pela Paróquia Coração Imaculado de Maria, no Bairro CPA IV, disse que o programa desrespeitou os sentimentos dos católicos. Ele disse que o especial foi uma “blasfêmia”.

“Não podemos ridicularizar ou vilipendiar esta ou aquela crença. Inclusive, isso é um ilícito que consta na Constituição. E também é uma forma de afrontar o sentimento cristão e religioso da maioria da população cristã, seja católico ou evangélico. Nossos irmãos evangélicos também ficaram indignados. Causou indignação, tristeza. Jesus é filho de Deus, que conheceu a condição humana, menos o pecado. E lá mostra o filho de Deus em uma atitude de pecado. Não podemos aceitar isso. É uma blasfêmia, um ato sacrilíaco, que protestamos contra”, disse.

 

Ele, entretanto, condenou o ataque sofrido pela produtora do programa. Na madrugada de 24 de dezembro, a sede do Porta dos Fundos, no Rio de Janeiro, foi alvo de dois coquetéis molotov, que foram jogados contra a fachada do imóvel. O caso foi registrado como crime de explosão na 10ª DP (Botafogo).

 

“Violência sempre gera violência. Guerra chama guerra. Ódio chama ódio. Nós também protestamos e não concordamos com essa atitude radical de violência contra a produtora”, afirmou.

 

Ainda na entrevista, o pároco comentou sobre a atuação progressista do Papa Francisco e o recente episódio em que o pontífice dá dois tapas em uma fiel.  Ele ainda avaliou a gestão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e deu conselho aos fiéis que irão votar nas eleições de 2020.

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Flá Anuncia Reforço

Leia em seguida

INSS realiza força-tarefa para agilizar concessão de benefícios