Notícias de Última Hora :

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

quarta-feira, 4 de agosto de 2021

Líder sindical convoca servidores para barrar reforma da previdência em MT

O servidor público e um dos líderes do Fórum Sindical em Mato Grosso, Oscarlino Alves, divulgou um vídeo em suas redes sociais convocando os servidores estaduais para uma possível intervenção na implementação da reforma previdenciária do Estado.

Conforme Oscarlino, a proposta que foi encaminhada pelo governo federal e será implementada pelo atual governado, Mauro Mendes (DEM), foi aprovada de forma vexatória e deve ser barrada o quanto antes.

“Servidores públicos do Estado de Mato Grosso, de todos os poderes, sai de uma reunião lamentável do conselho de previdência, onde vários efeitos suspensivos foram propostos pelo governador. Nessa nova proposta que foi aprovada de forma vexatória, as mulheres serão as maiores penalizadas, ”, disse o servidor na gravação.

Além disso, o sindicalista pediu a participação dos trabalhadores do Estado na cobrança dos deputados da Assembleia Legislativa (ALMT), com o intuito de tentar reverter a decisão.

“Esse é momento de nós unirmos forças para revertermos isso dentro da Assembleia, unir forças com as mulheres que são a maioria na saúde e em muitas outras categorias e irmos cobrar dos deputados que isso não passe dessa forma”, declarou.

Por fim, o servidor ainda ressaltou que a categoria deve “sair do comodismo das repartições e parar de abraçar a muleta que o Mauro Mendes está apresentando para a imprensa de que está tudo resolvido, pois não é verdade, na primeira fase do aumento da alíquota, nós tivemos um grande ferro nas costas dos aposentados e pensionistas”.

A reforma

A minuta que foi aprovada votada em novembro do ao passado pede que as mulheres trabalhem até os 62 anos e os homens até 65 anos, ou seja, mais 5 anos para os homens e mais 7 para as mulheres, além, dos 40 anos de contribuição.

Ler Anterior

Band estaria interessada em contratar Casagrande

Leia em seguida

Ação pede cancelamento de sorteio das casas do Nico Baracat 3