Notícias de Última Hora :

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

quinta-feira, 29 de outubro de 2020

Pivetta comete mesmo crime eleitoral que tirou Selma do Senado

O vice-governador Otaviano Pivetta (PDT) contratou o ex-senador Antero Paes de Barros para tocar sua campanha ao Senado.

Informações de bastidores afirmam que Antero deve assumir o pacote completo da campanha e incluir serviços de coordenação de marketing, assessoria de imprensa, produtora, pesquisas e redes sociais.

O valor do contrato ainda não foi divulgado, porém já existem rumores de que com esse fato o pré-candidato ao Senado já comete um crime eleitoral por abuso de poder econômico, já que o início da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão para eleição suplementar ao Senado em Mato Grosso começa no dia 23 de março. Trinta e quatro dias antes do pleito que será no dia 26 de abril, segundo calendário do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Antes disso, é proibida e considerada crime eleitoral.

Se o fato se comprovar, Pivetta corre risco de perder a cadeira antes mesmo de entrar na disputa para assumir um possível mandato.

A vaga é justamente para preencher a cadeira deixada pela ex-senadora Selma Arruda (Podemos), que foi acusada pelo mesmo motivo (abuso de poder econômico) e caixa dois durante as eleições de 2018.

Denúncias apontaram que Selma recebeu um empréstimo de seu suplente, o fazendeiro Gilberto Possamai, no valor de R$ 1,5 milhão — a soma não foi informada à Justiça Eleitoral. Com este valor, a magistrada contratou empresas de pesquisas e de marketing antes do início formal da campanha.

Para a acusação, trata-se de “caixa 2” e de abuso de poder econômico, pois ela teria antecipado o início da disputa eleitoral. Já a defesa da senadora alega que não se tratava de atos de campanha, e que os gastos não precisavam ser declarados.

Já a lei eleitoral, permite que candidatos recorram a empréstimos, desde que estes sejam concedidos por instituições financeiras ou que sejam oferecidas garantias pelo candidato. E, conforme o alvo da denúncia de Selma, ela não seguiu nenhuma das condições.

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Lei garante isenção de taxas de concursos para mães de crianças com microcefalia

Leia em seguida

Casa e empresa de alimentação próximas ao Aeroporto de VG são atingidas por incêndio