Notícias de Última Hora :

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

sábado, 23 de janeiro de 2021

Silval Barbosa finalmente deve responder por desvio de R$ 5,4 milhões

Juíza Celia Vidotti aceitou ação do Ministério Público contra o ex-governador de Mato Grosso

Após seis anos, a delação premiada do ex-governador Silval Barbosa (sem partido) não foi suficiente para livrar o ex-comandante do Palácio Paiaguás da ação que apura o desvio de R$ 5,4 milhões dos cofres do Estado. Dessa maneira, a juíza Celia Vidotti aceitou a ação proposta pelo Ministério Público contra o ex-gestor e Silvio Cezar Correa Araújo (Governo), Valdisio Juliano Viriato (adjunto da Setpu), Maurício Souza Guimarães (Secopa), Pedro Nadaf (Casa Civil), ainda figura como réu da ação o ex-deputado Antônio Azambuja.

Apesar de ser a maior vítima da ação de corrupção, o Estado de Mato Grosso disse à Justiça que não tem interesse em figurar como parte do processo. Em dezembro o governo disse que o dinheiro recuperado de esquemas de corrupção seria para construção do Hospital Central. Porém, desta ação não tem interesse em participar.

A  juíza não aceitou os arguntos dos réus apresentados nas preliminares. Silval e Nadaf, por exemplo, destacaram que firmaram acordo de delação premiada com o Ministério Público e que não deveriam responder a novos processos, já que contaram tudo o que sabiam e estão ressarcindo os cofres do Estado.

Entretanto, a juíza disse que quanto à delação premiada, se ela irá ou não abarcar esse processo isso só será definido no final da ação quando ela for declarar à sentença dos envolvidos. “Para o recebimento da inicial, cabe somente à análise de indícios de autoria e materialidade da prática das condutas narradas na inicial, vigorando o princípio in dubio pro societate”, disse na decisão.

As outras preliminas alegavam erros formais do MPE, o que foi descartado. Já o ex-deputado alegou que faltavam elementos de que ele participou da ação. Entretanto, a magistrada lembrou que há vídeo do parlamentar recebendo dinheiro.

Com informações da Gazeta

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Casa e empresa de alimentação próximas ao Aeroporto de VG são atingidas por incêndio

Leia em seguida

OAB organiza ação social em presidio feminino de Nortelândia