Notícias de Última Hora :

Escape 60′ oferece desconto para confraternização corporativa de fim de ano

Jogo de fuga cercado de desafios, mistérios e adrenalina: conheça o Escape60′

Feira gratuita ajuda jovens a cursarem faculdades fora do país

Municípios precisam de representatividade na Assembleia Legislativa

Dia do Estudante tem programação especial em escola de Cuiabá

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

segunda-feira, 20 de setembro de 2021

Sucessão 2020: Roberto França a “bola da vez ” cortejado por vários partidos França só vai definir seu projeto em Março

Roberto França Auad (PV), que comandou a Prefeitura de Cuiabá de 1997 a 2005, é o político mais cortejado pelos partidos matogrossenses, que estão ‘afoitos’ por um nome de peso para as eleições deste ano, marcada pela obrigatoriedade de cada sigla lançar candidaturas majoritárias.

Um dos primeiros interessados em França foram os irmãos Jayme e Júlio Campos, caciques do Democratas em Mato Grosso. O apresentador foi cortejado pelo DEM ainda no ano passado e o interesse só aumentou ao longo dos meses. Agora outros 3 partidos também querem o ex-prefeito de volta ao Palácio Alencastro.   

Em um jogo de escolhas, que é quase um flerte, França parece se fazer de difícil: agradece o apoio de uns, conversa com outros, faz diagnósticos sobre a política, mas decisão mesmo não houve nenhuma até aqui. O ‘sim’ aos pretendentes só virá no último segundo, no final de março, último prazo para a mudança de partido.

“Vou decidir em qual partido vou filiar e se vou ser candidato, é o prazo que eu tenho, dentro dos seis meses antes das eleições, vou sair do PV e vou escolher outro partido”, afirmou ele em entrevista por telefone ao jornal A Gazeta.

O PV, partido de França, apoia atualmente Emanuel Pinheiro (MDB), por isso a necessidade de sair da sigla, caso se candidate. O DEM, que também o convidou, ainda pode trazer o secretário de Saúde Gilberto Figueiredo (PSDB) ou lançar o ex-deputado Fábio Garcia (DEM), ambos preferidos do governador Mauro Mendes (DEM).  

Sondagens eleitorais recentes indicaram que França é um dos francos favoritos ao Alencastro. Declarações públicas como a que José Medeiros (Podemos) fez no programa televisivo de Roberto França ocorreram também quando os Campos elogiaram o ex-prefeito publicamente, de quem Jayme e Júlio são amigos.

Os telefonemas também são comuns. Foi assim que Wilson Santos (PSDB) se aproximou. Os tucanos mexem com o coração de França. Pesa a sensação nostálgica de quando ele foi prefeito pela sigla. Os mais distantes também se aproximam. O prefeito de Rondonópolis, José Carlos do Pátio (SDD), arriscou um convite para que o apresentador se filie ao Solidariedade e concorra pelo partido em 2020.

O último dos 5 pretendentes foi o PDT, do secretário de Cultura, Alan Kardec, que procurou França para ser suplente de Pivetta nas eleições suplementares para o Senado que ocorre em abril. França negou, ele diz não se interessar por nenhuma disputa ao Congresso Nacional.

Quem conhece Franca sabe de sua mescla de audácia, cautela e energia em doses cavalares e seu desejo constante de fazer com que Cuiabá e MT caia em mãos que construa seu futuro, preserve seu presente e nos dê a esperança que temos perdido nos últimos anos.

Sua contribuição, presença, responsabilidade e apoio nestas eleições poderão ser fundamentais para que mãos erradas não tomem o poder do Alencastro, a cadeira do Senado e o progresso e desenvolvimento que tanto almejamos.

E aguardar acontecimentos, torcer para que ele se empolgue, dedique-se, e contribua com sua incontestável competência para o futuro dos filhos de todos nós os mato-grossenses.

Ler Anterior

Defesa Civil confirma 30 mortes na Grande BH por causa das chuvas

Leia em seguida

Policiais realizam abordagem abusiva na UFMT