Notícias de Última Hora :

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

domingo, 25 de outubro de 2020

Ex-prefeito de Poconé faz acusações sem provas contra interventora

Arlindo responde a oito processos judiciais por improbidade

A interventora judicial dos Cartórios de Poconé, Katiúscia Sumaya Correa Miranda preferiu não pronunciar sobre as denúncias feitas pelo ex-prefeito de Poconé e presidente do Sindicato Rural, Arllndo Marcio de Moraes, que a acusa de má prestação de serviços para o órgão da cidade.

Seus advogados, no entanto, disseram à redação do Muvuca Popular que a denúncia não possui nenhuma prova concreta e relata um fato completamente isolado sem qualquer fundamento.
Os advogados alegam que a demora nos serviços tem acontecido devido à reorganização que está ocorrendo no órgão. “O momento é de reorganização dos serviços expedidos pelos cartórios e uma reorganização de uma serventia extrajudicial com mais de 50 anos sob a mesma administração, leva tempo e é custoso”, diz em nota.
Em resposta à acusação de que a interventora não reside em Poconé e, por isso, não comparece aos cartórios pelos quais é responsável, os advogados informaram que, desde a designação da interventora ela tem cumprido rigorosamente o expediente, ao contrário do que o senhor Márcio alega, inclusive estendendo dias até às 21:00 com sua equipe para poder colocar em dia o serviço represado de anos.
Sobre residir na cidade, a interventora de fato não mora, mas tem se hospedado em hotéis do município, fato este facilmente comprovado.

“Referente ao resto das alegações, não iremos nem perder tempo, discutir com alguém que usa um sindicato para interesse de outros não mereçe atenção . A Interventora irá cumprir fielmente a confiança e atribuição que lhe foi conferida pelo Poder Judiciário, seguindo rigorosamente os ditames legais”, finalizou em nota do advogado.

Desde abril de 2019, os cartorários Aluísio do Prado e Elisângela do Prado Amaral, foram afastados em quatro decisões judiciais da Comarca de Poconé e confirmadas pelo Tribunal de Justiça, em dois recursos manejados pelos réus, onde foi mantida a decisão de afastamento.

O ex-prefeito de Poconé, conhecido como Tico Arlindo, responde 8 processos por improbidade administrativa de quando era gestor da cidade.

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Governador determina fiscalização de postos

Leia em seguida

Partidos de esquerda se unem para lançar candidatura única ao Senado