Notícias de Última Hora :

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

segunda-feira, 19 de outubro de 2020

Sema interdita tobogã e piscina de ondas de clube acqua park no Manso

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) interditou na manhã desta sexta-feira (31) parte das atrações do clube Acqua Park, localizado na estrada do Manso, em Cuiabá. Além do embargo, o estabelecimento ainda terá que pagar uma multa de cerca de R$ 200 mil.

Isso porque, segundo a nota emitida pelo órgão, no local foram identificadas “desconformidades com o parecer técnico emitido pela Sema”.

Um dos problemas citados no documento seria a da utilização das operações da “etapa C” do empreendimento. Esta parte, que consta brinquedos como um tobogã, maior/piscina do tobogã, e piscina de ondas, ainda não poderia estar sendo utilizada.

Além disso, o clube teria utilizado diversos recursos naturais proibidos e também teria feito uma reforma e alteração do projeto inicial da piscina infantil sem a autorização da Sema. “Diante das inconformidades encontradas, foi lavrado novo termo de embargo e aplicada multa de R$ 200 mil. A Sema se coloca à disposição para mais esclarecimentos e reitera seu compromisso com o desenvolvimento sustentável de Mato Grosso”, descreve parte do documento.

As piscinas e brinquedos do espaço C, que agora estão temporariamente fechadas, são as mais utilizadas por turistas no parque aquático. A piscina de ondas é considerada o “carro chefe” do empreendimento.

Leia a nota da Sema na íntegra:

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente informa que realizou nesta sexta-feira (31) ação fiscalizatória para monitorar as causas que resultaram na lavratura do termo de embargo de 18/06/2018 em desfavor de empreendimento de lazer localizado na Baixada Cuiabana.

Durante a vistoria, foram identificadas desconformidades com o parecer técnico emitido pela Sema, uma vez que o empreendimento possui autorização para operar as etapas A e B. No entanto, no momento da vistoria, já se encontravam em operação as atrações da etapa C, que são elas: piscina de ondas, tobogã maior/piscina do tobogã, perfazendo um total de 4.943,96 metros quadrados operando e utilizando recursos naturais sem licenciamento, além da realização a reforma/alteração do projeto sem as devidas autorizações (piscina infantil).

Diante das inconformidades encontradas, foi lavrado novo termo de embargo e aplicada multa de R$ 200 mil. A Sema se coloca à disposição para mais esclarecimentos e reitera seu compromisso com o desenvolvimento sustentável de Mato Grosso. 

 

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Eternit lança telha de energia solar e diz que superou amianto

Leia em seguida

Hospital em MT é referência ao coronavírus