Notícias de Última Hora :

Dia do fonoaudiólogo: entenda a importância desse profissional no ambiente hospitalar

Profissionalismo e dedicação marcam 20 anos de profissão da fonoaudióloga Samia Ribeiro

Chapa 2 Integração protocola pedido para que profissionais da contabilidade tenham férias fiscais em MT

Adrenalina, desafios e diversão te esperam no Halloween da Escape60, em Cuiabá

Encontro automobilístico “Esperienza” supermáquinas entra para o calendário de eventos em Mato Grosso

Experiência única de recreação e entretenimento: Conheça o Escape60′

Fotógrafo vem a MT para ensaios que levantam autoestima de mulheres

Aparelho auditivo com “modo máscara” é alternativa que possibilita a comunicação com a proteção facial

Professora da UFMT recebe moção de aplausos em homenagem ao Dia do Contador

Escape 60′ oferece desconto para confraternização corporativa de fim de ano

Jogo de fuga cercado de desafios, mistérios e adrenalina: conheça o Escape60′

Feira gratuita ajuda jovens a cursarem faculdades fora do país

Municípios precisam de representatividade na Assembleia Legislativa

Dia do Estudante tem programação especial em escola de Cuiabá

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

segunda-feira, 17 de janeiro de 2022

Prefeitura terá que pagar R$240 mil para meninas abusadas por professor

Oito meninas foram abusadas por professor de música

O Tribunal de Justiça (TJ) alterou hoje (31) o valor da indenização por danos morais a ser pago pela Prefeitura de Várzea Grande a um grupo de oito meninas abusadas por um professor de música em 2009. O pedófilo Mário Felipe Bach molestava as crianças na escola Lenine Póvoas, no bairro Eliane Gomes, e na sua casa, no Jardim Imperial, também em Várzea Grande.

O TJ elevou o valor de R$47 mil (50 salários mínimos) para R$240 mil. O valor para cada criança passou de R$5,9 mil para R$30 mil (o pedido foi de R$50mil, mas o Tribunal não concordou). Segundo as mães das crianças, “além do abuso sexual sofrido, foram expostas à dor e humilhação decorrente da exposição do caso, e todas elas, sem exceção, precisam de tratamento psicológico”.

O procurador Marcelo Ferra concordou que o valor de R$5,9 mil é desproporcional ao dano causado a cada uma das meninas, e que tratamentos desse porte chegam a R$400,00 a sessão. Por outro lado, a relatora do caso, desembargadora Maria Aparecida Ribeiro considera que, “a conta vai para a sociedade”, e, além disso, “as vítimas não se resumem às autoras (oito crianças), pois constaram 19 alunos na denúncia”. De fato, foram relatados abusos em crianças de seis a doze anos.

A desembargadora prossegue: “Finalmente, quanto à anunciada necessidade de tratamento psicológico para as crianças, nada obsta que, por seus pais, advogados ou a Defensoria Pública, busquem outras formas de reparação”. Ou seja, o próprio Estado, incluída a Prefeitura de Várzea Grande, deverão ser acionados para continuarem o tratamento pelo Sistema de Saúde (SUS).

Ler Anterior

Traficante morre e 5 são presos em confronto com a PM em Várzea Grande

Leia em seguida

Auditorias realizadas pela CGE geram economia de R$ 280 milhões