Notícias de Última Hora :

Atleta olímpico participa de jogo de fuga em Cuiabá

Dia do fonoaudiólogo: entenda a importância desse profissional no ambiente hospitalar

Profissionalismo e dedicação marcam 20 anos de profissão da fonoaudióloga Samia Ribeiro

Chapa 2 Integração protocola pedido para que profissionais da contabilidade tenham férias fiscais em MT

Adrenalina, desafios e diversão te esperam no Halloween da Escape60, em Cuiabá

Encontro automobilístico “Esperienza” supermáquinas entra para o calendário de eventos em Mato Grosso

Experiência única de recreação e entretenimento: Conheça o Escape60′

Fotógrafo vem a MT para ensaios que levantam autoestima de mulheres

Aparelho auditivo com “modo máscara” é alternativa que possibilita a comunicação com a proteção facial

Professora da UFMT recebe moção de aplausos em homenagem ao Dia do Contador

Escape 60′ oferece desconto para confraternização corporativa de fim de ano

Jogo de fuga cercado de desafios, mistérios e adrenalina: conheça o Escape60′

Feira gratuita ajuda jovens a cursarem faculdades fora do país

Municípios precisam de representatividade na Assembleia Legislativa

Dia do Estudante tem programação especial em escola de Cuiabá

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

terça-feira, 18 de janeiro de 2022

Delegado de MT diz que presos esperam atendimento de hotel ou de fast food

Agente foi questionado sobre alimentação oferecida aos custodiados

O delegado Gutemberg de Lucena Almeida afirmou em ofício ao juiz de direito da Terceira Vara Criminal de Água Boa, que os custodiados esperam atendimento hoteleiro ou de “fast” “food”. Contudo, a realidade é outra, no qual o governo do Estado não oferece alimentação aos servidores e muito menos aos presos.

“O que ocorre é que alguns custodiados esperam do Estado um atendimento hoteleiro ou de ‘fast’  ‘food’ que no mundo real não existe, em que pese existir na mente de alguns legisladores e doutrinadores que extrapolam os limites do que garantimos”, declarou o delegado em ofício.

Além disso, o delegado aproveitou para ressaltar que os presos permanecem na unidade policial o tempo necessário e suficiente para lavratura do procedimento (auto flagrancial), no mínimo espaço de tempo possível, como ocorre no Fórum, Ministério Público, Defensoria Pública ou outro órgão estatal, sendo que não há previsão de alimentação cedida por parte do Estado.

“Aliás, sequer os servidores públicos, que exercem com retidão e compromisso suas funções, recebem alimentação por parte do ente estatal. Contudo, sendo premissa dos servidores desta unidade policial o respeito e cumprimento à Constituição Federal e legislação pátria, não há qualquer afronta à direito ou garantia de custodiados”, afirmou.

No documento o delegado também afirma que espera que a palavra de criminosos/suspeitos não seja mais valorada que a palavra de agentes públicos retos e compromissados.

Ler Anterior

Vizinho mata e joga corpo de idoso em rio de Mato Grosso

Leia em seguida

Emanuel já conta com apoio de grandes nomes do DEM para reeleição