Notícias de Última Hora :

Atleta olímpico participa de jogo de fuga em Cuiabá

Dia do fonoaudiólogo: entenda a importância desse profissional no ambiente hospitalar

Profissionalismo e dedicação marcam 20 anos de profissão da fonoaudióloga Samia Ribeiro

Chapa 2 Integração protocola pedido para que profissionais da contabilidade tenham férias fiscais em MT

Adrenalina, desafios e diversão te esperam no Halloween da Escape60, em Cuiabá

Encontro automobilístico “Esperienza” supermáquinas entra para o calendário de eventos em Mato Grosso

Experiência única de recreação e entretenimento: Conheça o Escape60′

Fotógrafo vem a MT para ensaios que levantam autoestima de mulheres

Aparelho auditivo com “modo máscara” é alternativa que possibilita a comunicação com a proteção facial

Professora da UFMT recebe moção de aplausos em homenagem ao Dia do Contador

Escape 60′ oferece desconto para confraternização corporativa de fim de ano

Jogo de fuga cercado de desafios, mistérios e adrenalina: conheça o Escape60′

Feira gratuita ajuda jovens a cursarem faculdades fora do país

Municípios precisam de representatividade na Assembleia Legislativa

Dia do Estudante tem programação especial em escola de Cuiabá

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

terça-feira, 25 de janeiro de 2022

Damares abandona principal programa de combate à violência contra mulher

A ministra cancelou a construção de novas unidades da “Casa da Mulher Brasileira”, que atenderiam vítimas de agressões físicas e psicológicas

Desde que assumiu o poder, o governo de Jair Bolsonaro ainda não repassou nenhum centavo ao principal programa de combate à violência contra a mulher do país. O objetivo da “Casa da Mulher Brasileira” era o de operar em todos os estados com pelo menos uma unidade, atendendo mulheres que sofrem com agressões físicas e psicológicas.

O projeto vem do governo da ex-presidenta Dilma Rousseff, em 2015. No entanto, até agora, apenas cinco unidades estão funcionando e, em São Paulo, o prédio precisou de auxílio privado para que a obra fosse concluída. A ministra Damares Alves, do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, já admitiu que não tem condições de manter o programa e, no ano passado, autorizou a paralisação total da construção de novas unidades.

O orçamento voltado para políticas do tipo vem caindo ano após ano. Entre 2015 e 2019, o orçamento da Secretaria da Mulher, órgão do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, foi reduzido de R$ 119 milhões para R$ 5,3 milhões.

Levantamento feito pelo jornal Estado de S. Paulo também aponta que, no mesmo período, os pagamentos para atendimento às mulheres em situação de violência recuaram de R$ 34,7 milhões para apenas R$ 194,7 mil. Enquanto isso, no Brasil, uma mulher é agredida a cada quatro minutos.

Com informações da Revista Fórum

Ler Anterior

BBB 20: Acusado de assédio, Petrix é eliminado com 80,27% votos

Leia em seguida

Prefeita quer transformar área de preservação ambiental em clube de tiro