Notícias de Última Hora :

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

domingo, 25 de outubro de 2020

Juiz manda prefeitura suspender cobranças de taxas a Uber

O juiz da 2ª Vara Especializada da Fazenda Pública de Cuiabá, Murilo Moura Mesquita, acatou o pedido da Uber do Brasil Tecnologia Limitada para suspeder as cobranças de taxas impostas pela Prefeitura de Cuiabá pelos serviços prestados pela empresa por meio do aplicativo.

 

Conforme lei aprovada em Cuiabá, os motoristas de aplicativo estavam desembolsando R$ 155 para vistoria dos veículos. A legislação também prevê o “pagamento da taxa de R$ 0,05 por quilômetro rodado, calculada sobre o total de quilômetros  rodados pela frota de veículos cadastrados na plataforma digital de intermediação do serviço”, conforme cita a decisão judicial.

 

O mandado de segurança preventivo, com pedido de tutela antecipada impetrado pela Uber do Brasil, foi assegurado por meio de liminar, parcialmente.

 

Motoristas de aplicativos convocaram para esta quarta-feira (5) um protesto contra as cobranças que estavam sendo feitas pela Prefeitura de Cuiabá

 

Outro lado

 

A Prefeitura de Cuiabá se posicionou por meio de nota:

 

Com relação a lei que prevê a regulamentação dos aplicativos de transporte, a Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) informa que:

– A regulamentação traz benefícios ao município e segue uma tendências adotada por diversas capitais do país.

 

– Antes de sua aprovação a lei foi amplamente discutida com a categoria.

 

– A Pasta aguardará notificação e cumprirá a determinação judicial.

 

– Contudo, a Procuradoria Geral do Município (PGM) será acionada e entrará com recurso contra a decisão.

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

AL economiza R$ 34 milhões e devolve recursos para viaturas em MT

Leia em seguida

Prefeito entrega tablets à agentes de saúde para usarem em visitas