Notícias de Última Hora :

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

sábado, 31 de outubro de 2020

Campeonato Mato-grossense tem campanha contra racismo e homofobia

O Campeonato Matogrossense Martinello Sicredi 2020 chegou a mais uma rodada neste final de semana com um novo reforço: a parceria entre a Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT) e a Federação Matogrossense de Futebol (FMF) para conscientizar os torcedores a entrar em campo na disputa contra o racismo e a homofobia dentro e fora dos estádios.

Uma das grandes paixões brasileiras, o futebol mexe com as emoções do torcedor que, entre músicas e xingamentos, vibra com cada lance do seu time. Mas, para ver o clube do coração levar a melhor, é indispensável respeitar as regras e a lei.

Criticar o árbitro, os jogadores e torcedores adversários com ofensas às suas características étnico-raciais, de orientação sexual ou de identidade de gênero, além de poder custar três pontos ao time, constituem crime.

“Não existe mais espaço na sociedade para tolerar qualquer tipo de discriminação. Injúria racial, racismo, homotransfobia são crimes e, dentro dos estádios não pode ser diferente, pelo contrário, um espaço onde devemos desfrutar de bons momentos com nossos filhos e torcer pelo time do coração deve ser cercado pelo respeito”, destacou o presidente da OAB-MT, Leonardo Campos.

Por meio de suas comissões da Diversidade Sexual, de Defesa da Igualdade Racial e de Esportes, a OAB-MT se coloca como aliada da sociedade para combater o racismo e a homotransfobia.

“Essa é uma campanha extremamente importante, futebol é entretenimento, local para receber famílias, e não podemos ver qualquer tipo de discriminação dentro dos estádios”, ressaltou o presidente da FMF, Aron Dresch.

Em 2019, foram registradas em Mato Grosso 139 ocorrências com motivação homofóbica e 169 relacionadas a racismo, preconceito e discriminação racial, conforme os dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp).

“Estes são números que não podemos ver crescer no Estado e, muito menos, nos estádios. O que o mato-grossense merece ver são números cada vez maiores de gols e belas defesas”, finalizou Leonardo Campos.

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Bandidos agridem motorista e tentam roubar carreta, mas são rendidos por caminhoneiros

Leia em seguida

Júlio protocola pré-candidatura e oficial ao senado